Atenção: a partir de hoje, Pix terá limite de R$ 1 mil entre 20h e 6h

Operações noturnas terão limite com a intenção de evitar fraudes, sequestros e roubos

Atenção: a partir de hoje, Pix terá limite de R$ 1 mil entre 20h e 6h
Créditos: Reprodução/Banco Central

Em Setembro, o Banco Central decidiu adotar um limite de R$ 1.000 para transações com PIX realizadas no período das 20h até as 6h da manhã. O prazo determinado para implantação da nova medida inicia nesta segunda-feira (4). O objetivo da ação, segundo o Banco Central, é diminuir os casos de fraudes, golpes, roubos e sequestros relâmpagos. que apresentaram aumento expressivo em estados como São Paulo.

01/10/2021 às 16:52
Notícia

Após vazamentos de dados do Pix, Senacon investigará Banco do...

Falha no sistema de segurança do Banese expôs dados telefônicos de 395 mil chaves Pix

Noticiamos por aqui, a intenção do Procon-SP em reduzir as transações com PIX para apenas R$ 500 por mês. Na época, o Banco Central se reuniu com representantes do Procon para estudar a proposta e desenvolver formas de coibir ações criminosas. A medida adotada, que impõe limite de R$ 1.000 para transações realizadas no período noturno, não afetará as contas de pessoas jurídicas. A restrição é válida não somente para o Pix, mas também inclui transfarências intrabancárias, TED (Transferência Eletrônica Disponível), DOC (Documento de Ordem de Crédito) e pagamentos de boletos e compras de cartões de débitos. 

Pessoas físicas ainda poderão alterar esse limite justo às instituições, através dos canais de atendimento eletrônico. Entretanto, o aumento de limite não será mais instantâneo; deverá haver um intervalo para efetivação de no mínimo 24 horas após o pedido. Além disso, outra medida programada para ser colocada em prática até o dia 16 de novembro,institui que os bancos deverão fazer registro de ocorrências ou tentativas de fraude, além das providências aplicadas para corrigir as situações. Conforme diretriz do Banco Central, a partir dos registros diários, será necessário que as instituições elaborem relatórios mensais demonstrando todos os transtornos e suas respectivas resoluções.

O Pix chegou na vida dos brasileiros e trouxe uma comodidade com a possibilidade de transferências instantâneas gratuitas, incluindo transações entre bancos diferentes. É difícil encontrar alguém que nunca tenha realizado um pagamento com o Pix. Entretanto, dados da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo apontam para um aumento de 39,1% nos sequestros-relâmpago entre janeiro e julho de 2021. Por este motivo, as novas medidas estão sendo implementadas para evitar as problemáticas causadas pela praticidade das transferências com Pix.

Fonte: Olhar Digital

.....

Economize na Black Friday

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.