Google Tensor é mais lento que o Apple A12 Bionic, chip de três anos atrás
Créditos: Divulgação/Google

Google Tensor é mais lento que o Apple A12 Bionic, chip de três anos atrás

Resultado dos primeiros testes de benchmark podem desapontar os entusiastas, mas não revelam toda a verdade sobre o desempenho

19/10/2021 às 15:30
Notícia

Google oficializa Pixel 6 e Pixel 6 Pro: saiba tudo sobre os ...

Com preços mais baixos que os principais concorrentes, Google espera balançar o mercado de smartphones

Os primeiros testes de desempenho do Google Tensor finalmente começaram a vazar. Anunciado oficialmente em agosto, o novo chip será utilizado na linha de smartphones Google Pixel 6 e Pixel 6 Pro, trazendo arquitetura própria e otimizada para acelerar tarefas de inteligência artificial (AI) e Machine Learning (ML). 

Apesar de a Google ter destacado o poder de processamento da peça, afirmando que ela poderia competir com o que há de mais avançado no mercado, algumas fontes começaram a lançar dúvidas sobre o seu potencial.

Neste domingo (24), a conta do Twitter @9lekt publicou uma captura de tela do benchmark Geekbench 5, na qual o Google Pixel 6 Pro (com processador Tensor) aparece com uma pontuação Single-Core de 1012. Já o resultado no teste Multi-Core foi 2760 pontos. 

Na mesma publicação, o perfil trouxe uma comparação direta com o chip A12 da Apple, instalado no iPhone XS Max. Apesar de já ter três anos de idade, a peça da Apple traz um desempenho sintético ligeiramente superior, atingindo as pontuações de 1117 e 2932 nos testes Single-Core e Multi-Core, respectivamente. 

Google Tensor

Continua após a publicidade

E agora, Google?

Mesmo com a pontuação que muitos consideraram decepcionante, é importante lembrar que o Geekbench 5 não mede o desempenho de mundo real do dispositivo. Além disso, o resultado era esperado por alguns, considerando que a empresa vem utilizando núcleos de desempenho com arquitetura Cortex-A76 (em vez dos A78, mais modernos). 

O insider Yogesh Brar comentou que, embora o Whitechapel (codinome do Google Tensor) seja uma peça confeccionada em 5nm, ele não está mirando no desempenho bruto do chipset Qualcomm Snapdragon 888, mas sim no de unidades como o Snapdragon 870. 

Além disso, Yogesh destaca que o foco na Inteligência Artificial e em Machine Learning, associados ao alto desempenho da GPU podem fazer com que o chip se equipare aos mais poderosos do mercado. 

Outro ponto a ser lembrado é que a linha Pixel da Google vinha enfrentando alguns problemas com o chipset padrão da Qualcomm, com muitos usuários reclamando de superaquecimento em seus aparelhos. 

De toda forma, a resposta definitiva sobre o desempenho do Google Tensor só virá com o lançamento dos aparelhos, quando teremos os primeiros reviews. 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Twitter/9lekt, Twitter/Yogesh Brar
User img

Igor Pankiewicz

Meta e o Metaverso: os planos de Zuckerberg para o futuro das redes sociais

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.