Hexágono misterioso de Saturno são camadas de nuvens, descobrem cientistas
Créditos: NASA/JPL-Caltech/Space Science Insitute

Hexágono misterioso de Saturno são camadas de nuvens, descobrem cientistas

Astrônomos utilizaram o Telescópio Espacial Hubble e a sonda Cassini para conseguir fazer a identificação

Saturno é um dos planetas que mais chama atenção dos cientistas, seu anel emblemático garantes estilo e certo mistério, um dos seus enigmas está no formato hexagonal em um de seus polos, algo que parece ter sido desvendado.

Como Saturno fica a 1,4 bilhão de quilômetros da Terra, seu estudo é bastante limitado, cientistas contam com a sonda Cassini (que orbita o planeta desde 2004) para entender melhor o que acontece por lá. Além disso, um dos telescópios mais poderosos da atualidade colabora muito para ter registros de qualidade e um olhar mais aproximado do corpo celeste. E foi combinando estas duas ferramentas que cientistas acreditam ter descoberto que o hexágono misterioso de Saturno é formado por camadas de nuvens. Pesquisadores da Universidade do País Basco, na Espanha, foram os responsáveis pela análise dos dados e chegaram à conclusão.

Um artigo demonstrando e defendendo esta afirmação pode ser encontrado na Nature Communications, segundo eles, a camada de nuvens responsáveis pela formação do hexágono tem 130 quilômetros de espessura e é composta por partículas minúsculas, possivelmente gelo de hidrocarboneto.

Avião espacial X-37B é lançado em sua
sexta e mais ambiciosa missão até agora

Agustín Sanchez-Lavega, líder da pesquisa, explica que as imagens reveladas por Cassini permitiram a descoberta de que o hexágono é formado como um sanduíche, com sistema de várias camadas de pelo menos sete tipos de névoas que se estendem do cume de suas nuvens a uma altitude de mais de 300km acima delas.

Ainda sobre as camadas, os pesquisadores afirmam que cada camada têm extensão vertical aproximada de 7 e 18km. O mais surpreendente, e que pode ser difícil de imaginar para algumas pessoas, é que as nuvens podem ter cristalitos de gelo de hidrocarbonetos, já que as temperaturas ficam entre 120ºC e 180ºC negativos. Apesar da explicação da composição, não há ainda uma explicação simples para a formação em hexágono.

Via: G1 Fonte: Revista Galileu

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.