Análise: Asus ZenFone Max Pro M1 traz toda a bateria que você queria

Análise: Asus ZenFone Max Pro M1 traz toda a bateria que você queria

A solução para quem quer MUITA autonomia (mas não liga para a câmera)

O Zenfone Max Pro (M1) é um smartphone do segmento intermediário com uma missão bastante clara: entregar muita autonomia através de uma bateria massiva e uma experiência competente com o Android com boas especificações e uma mudança interessante: esse Zenfone vem com o sistema Android sem modificações, o que significa que não temos aqui a tradicional ZenUI.

Especificações técnicas

Preços

Preço no lançamentoR$ 1.499,00 02/09/2018R$ 1.099,00 16/05/2018R$ 1.899,90 27/03/2017U$ 187,99 23/07/2018
Preço atualizadoR$ 1.499,00 02/09/2018R$ 900,00 25/09/2018R$ 1.399,00 03/09/2018R$ 850,00 25/09/2018

Ficha Técnica

FabricanteAsus Motorola ASUS Xiaomi
Site oficialLinkLinkLinkLink

Display

Tamanho6 polegadas5,7 polegadas5.5 polegadas5.84 polegadas
Resolução2160x1080 720 x 1440 1080 x 1920 1080 x 2280, 432 ppi
TecnologiaIPS LCD IPS AMOLED IPS LCD
ProteçãoGorilla Glass 5.0 Corning Gorilla Glass 3

Câmera

Traseira13MP + 5MP 13MP 12MP + 12MP Dual 12MP / 5MP
Vídeos[email protected]; [email protected] [email protected] [email protected] fps 1080p 30 fps
Frontal8MP 8MP 13MP 5 MP
DetalhesAbertura de até ƒ2.0, autofoco por detecção de fase, flash LED Abertura f/2.0 Traseira 12 MP (f/2.2, 1.25 ?m, PDAF) + 5 MP (f/2.2, 1.12 ?m, depth sensor), gyro-EIS, LED flash

Especificações

Sistema OperacionalAndroid 8.1 Android 8.0 (Oreo) Android 8.0 Android 8.1 (One)
ProcessadorQualcomm Snapdragon 636 Qualcomm Snapdragon 430 Qualcomm Snapdragon 625 Qualcomm Snapdragon 625
Número de núcleos8 8 8 8
Clock1.8GHz 1.4GHz 2.0 GHz 2.0 GHz
GPUAdreno 509 Adreno 505 Adreno 506 Adreno 506
Memória RAM3 GB3 GB3 GB3, 4 GB
Armazenamento interno32 GB32 GB128, 32, 64 GB32, 64 GB
Cartão microSDaté 2TB Até 128GB Até 2TB NÃO
Bateria5000 mAh4.000 mAh5000 mAh4000 mAh
Dimensões159 x 76 x 8,4 mm154,4 x 72,2 x 8,95 mm152 x 75 x 7 mm149,3 x 71,7 x 8,8 mm
Peso180 g173 g170 g178 g
Portas de conexãoMicro USB Micro-USB USB Tipo-C Micro USB
REDELTE 4G Sim LTE
Tipo de cartão SIMNano SIM Nano SIM Nano SIM Dual Nano-SIM

Recursos

Leitor de DigitalSIM SIM SIM SIM
ResistênciaNÃO NÃO NÃO
RadioSIM SIM SIM SIM
Bluetooth5.0 4.2 4.1 4.2
Carregamento sem fioNÃO NÃO NÃO
NFCNÃO NÃO NÃO NÃO
GPSSIM SIM SIM A-GPS, GLONASS, BDS
ExtrasAcompanha capa protetora Zen UI

Design

O visual do Zenfone Max Pro é bastante simples e direto. Ele usa a combinação de traseira em metal com laterais em plástico para viabilizar o sinal de antena. A câmera é bem integrada ao corpo do aparelho, e as laterais trazem uma curvatura que tornam o uso bastante confortável. Esse acabamento, porém, fica um tanto liso de ser manuseado e definitivamente recomendo usar uma capinha para tornar a pegada mais firme.

O visual do Zenfone Max Pro M1 não se destaca, mas é eficiente

Com preço mais competitivo, não temos aqui a tela tomando praticamente toda a área frontal como acontece no Zenfone 5, mas o Max Pro não se sai mal. Por usar a proporção de tela de 18:9,  mesmo com sua tela de 6 polegadas não é difícil de ser segurá-lo e até ser usado com uma mão, dependendo do seu tamanho. As bordas nas laterais são estreitas e mesmo as no topo e na base do aparelho não são excessivamente largas.

A tela possui a resolução FullHD+, entregando uma definição da imagem, e distorce pouco a imagem independente do ângulo que você olha para a tela graças ao uso da tecnologia IPS. Mesmo não alcançando o nível de saturação de outros aparelhos com tela AMOLED, o display entrega boas cores e tem boa luminosidade, sendo possível ver as informações na tela mesmo em locais muito claros.

O display tem boa resolução, boa saturação de cores e boa luminiscência

O som fica por conta de uma caixinha na parte de baixo do aparelho, em uma posição que eventualmente pode ser bloqueado quando você usa o aparelho na horizontal. Felizmente parte do áudio também sai pela caixinha de som no topo do aparelho, evitando que todo áudio fique abafado. A Asus também manteve o uso do conector Micro USB na base do aparelho, algo que outras empresas vem optando em seus aparelhos mais econômicos, ao invés de migrar para o mais moderno USB Tipo-C. Se por um lado trás a vantagem de ser possível usar antigos carregadores no aparelho, ele fica de fora de um padrão que deve ser largamente implementado nos próximos anos.

Um detalhe interessante é que o slot de cartões traz um combo com slots para dois cartões Nano-SIM e um para o cartão microSD, todos dedicados. Então diferente de outros aparelhos, você não precisa decidir se vai usar o segundo espaço para usar um SIM adicional ou um cartão de memória, dá para usar todos ao mesmo tempo.

Câmera

Quando testamos um aparelho que busca entregar um preço competitivo, uma das partes em que as economias costumam ser mais são nas câmeras. O Zenfone Max Pro M1 conta com duas câmeras traseiras, uma com 13 megapixels e outra de apoio com 5 megapixels.

As fotos apresentam resultados apenas aceitáveis, com muitas cenas ficando com cores bem lavadas e uma granulação bastante acentuada em situações sem boa iluminação. O próprio app tem seus problemas: além de uma interface um tanto datada, não abre de forma ágil e para piorar em alguns momentos o app travou na hora de abrir na primeira tentativa.

A fotografia é o ponto fraco do Max Pro M1

Diferente de outros aparelhos que usam a câmera adicional não tem função de trazer zoom óptico ou uma lente com mais abertura. Ela atua em combinação com a câmera principal para entregar efeitos de desfoque do fundo, que tem intensidade que pode ser ajustada pelo usuário. O efeito é interessante, mas leva um tempo para ser processado e, como fica evidente na segunda foto, eventualmente falha.


Efeito retrato com metade e efeito máximo de desfoque aplicado

A câmera frontal possui resolução de 8MP e tem um bom desempenho, conseguindo entregar boas fotos e resultados aceitáveis mesmo em situações mais desafiantes de luz, e também consegue fazer um pós-processamento para criar um fundo desfocado.

Para os vídeos ele é capaz de fazer imagens em 4K, porém não entrega opções com uma taxa superior a 30FPS mesmo na resolução HD, o que é uma pena para quem pretende fazer vídeos mais fluidos, principalmente com cenas de muita ação. Também não há estabilização da imagem, então é preciso segurar o aparelho firme para garantir um bom resultado.

Performance

O Zenfone Max Pro M1 foi equipado com componentes intermediários, com o processador Snapdragon 636 e 3GB de memória RAM. Essa combinação é bem efetiva, sendo uma excelente opção para quem busca um aparelho que entregue bom desempenho, sem partir para opções do segmento topo de linha. É bom ver que a Asus evitou uma tendência de outras empresas do mercado nacional de usar SoCs da linha 400 em seus aparelhos intermediários mais baratos.

Mesmo não fazendo frente aos celulares equipados com processadores potentes como os da linha 800, a performance do Max Pro é consistente, abrindo e alternando entre apps de forma ágil, com um performance que deve atender boa parte dos consumidores. Com exceção de algumas aplicações como editores de vídeo ou games, que demandam mais desempenho, dificilmente o usuário vai notar grandes diferenças na experiência de uso do 636 comparado a outros smartphones com processadores mais potentes. 

Autonomia

Enfim vamos falar do que realmente você deve estar atrás, já que está pesquisando sobre o Max Pro. E a resposta é sim, ele entrega. Os 5000 mAh de bateria combinado com hardwares intermediários resultam em um aparelho que vai conseguir sem dúvida um dia de autonomia mesmo em uso intenso, mas o mais realista é conseguir dois dias de carga.

Através de um relatório do app Accubattery, a estimativa de tela acesa é de em torno de 15 horas, com uso combinado de 37 horas, confirmando a estimativa de até dois dias de carga. Esse aparelho possui autonomia suficiente para você aumentar a vida útil da bateria limitando a carga a até 60 ou 70% da capacidade do aparelho, algo que será mais que o suficiente para segurar um dia de uso e que irá aumentar o tempo em que a bateria será eficiente.

o Max Pro possui tanta bateria que dá para usá-la apenas parcialmente e com isso aumentar sua vida útil

Com tanta bateria, é normal que carregar o aparelho não seja algo ágil. O carregador que vem com o aparelho é capaz de recarregar em torno de 25% em 30 minutos, algo que não é muito impressionante comparado a outros modelos, porém é bom lembrar que 25% de bateria vão entregar uma boa duração de bateria (em um de nossos usos, 13 horas de funcionamento, sendo 1h30 delas com a tela acesa, gastou 21% da carga). Mas cuidado com carregadores lentos: usando um antigo que tenho em casa se passaram 7 horas para carregar 66% da bateria.

Adicionais

Um dos features mais curiosos do Zenfone Max Pro M1 não são recursos adicionados pela Asus. pelo contrário, ele é um dos poucos aparelhos da linha Zenfone que não traz o Zen UI, interface modificação profunda nas interfaces e algumas funcionalidades do sistema feito pela Asus. O Max Pro M1 traz o Android Puro, sem modificações notáveis na experiência original da Google.

O Max Pro trás o Android Puro, sem modificações nas interfaces e experiência com o sistema

Por um lado essa postura deixa de fora todos os aplicativos ou recursos que a Zen UI incluiu ao celular, porém essa abordagem pode agradar o consumidor que quer um aparelho sem alterações no funcionamento do Android. Isso traz alguns benefícios interessantes como pouco uso da memória interna, com apenas 9 dos 32GB ocupados por padrão, sobrando ainda 23GB para instalação de aplicativos e armazenamento de fotos e vídeos.

Conclusão

O Zenfone Max Pro M1 é um competente smartphone do segmento intermediário, com boa tela, componentes de boa performance e um design que, apesar de não se destacar, está atualizado com a nova proporção de tela e não tem bordas muito largas, resultando em um bom aparelho.

Notas: Asus ZenFone Max Pro (M1)
Design
8,0
Tela
8,5
Câmera
7,0
Performance
8,5
Autonomia
10
Preço
8,0

A principal crítica ao aparelho é sobre a câmera. Aparelhos intermediários mais básicos não costumam "brilhar" nesse tópico, porém o Max Pro traz fotos abaixo de rivais como Moto X4, Moto G6 Plus ou Galaxy A7, com fotos apenas aceitáveis e até mesmo o aplicativo da câmera traz uma interface visivelmente datada. Ele faz fotos, mas não é um destaque do dispositivo.

O Max Pro é uma opção muito atraente para quem está buscando um aparelho com muita bateria, principalmente se considerarmos que muitos smartphones que trazem a proposta de muita autonomia estão em segmentos mais baixos. O Moto G6 Play, por exemplo, traz o modesto Snapdragon 430 e uma tela de resolução HD, algo que impacta negativamente na experiência de uso do sistema. O Zenfone Max Pro é um aparelho com muita bateria, mas também com boa tela e performance.

23/06/2018 às 19:00
Análise

Análise: Motorola Moto G6 Plus

Ótimo smartphone com excelente autonomia e câmera dupla

Curiosamente o principal rival do Zenfone Max Pro, no mercado nacional, é outro Zenfone. O Zenfone 3 Zoom é outro aparelho com bateria de 5000 mAh que não tem o bom uso da área frontal (com largas bordas no topo e na base) e vem com a interface Zen UI, porém em compensação traz um conjunto de câmeras com desempenho bem mais consistente, sendo encontrado hoje no mercado por um preço similar, na casa dos R$ 1.3 mil.

Com isso o Zenfone Max Pro M1 se mostra uma excelente opção para quem quer um bom smartphone e quer uma duração de bateria impressionante, e uma experiência do Android sem alterações. Seus principais defeitos são ausências como a falta de NFC e principalmente a baixa eficiência da câmera. 

O Zenfone Max Pro M1 é a opção ideal para quem quer um bom smartphone com muita bateria, e aceita uma câmera apenas regular

Nota

9,0

Prós

  • Muita autonomia
  • Design atualizado com bordas finas e proporção 18:9
  • Tela com boa qualidade
  • Android sem alterações
  • Boa quantidade de memória

Contras

  • Câmera com desempenho apenas aceitável
  • Ainda usa a conexão micro-USB
  • Sem NFC ou Wi-Fi de 5.0GHz
Asus ZenFone Max Pro (M2)

Asus ZenFone Max Pro (M2)

Confira a ficha técnica


Atualização de software aprimora em 5% aceleração de carros da Tesla

Atualização de software aprimora em 5% aceleração de carros da Tesla

Pode parecer pouco, mas o update tem diferença perceptível


Hisense apresenta KingKong 6, smartphone com bateria gigante de 10010mAh

Hisense apresenta KingKong 6, smartphone com bateria gigante de 10010mAh

Aparelho utiliza uma capinha para atingir a quantia, sozinho ele tem 5510mAh


Cientistas desenvolvem novas baterias para armazenamento de energia renovável

Cientistas desenvolvem novas baterias para armazenamento de energia renovável

Novas baterias usam membranas de AquaPIM


Pesquisadores desenvolvem bateria que consegue carregar um caro elétrico em 10 minutos

Pesquisadores desenvolvem bateria que consegue carregar um caro elétrico em 10 minutos

Os modelos mais atuais do mercado precisam, em média, de 30 minutos para ter carga parcial