Conheça o Oculus Go e saiba o que esperar da Realidade Virtual no futuro

Jogador Nº 1 trouxe VR como sonho de consumo distante...

O filme Jogador Nº 1 apresentou o conceito de realidade virtual como gostaríamos que fosse e, talvez, como realmente será no futuro, quando todos os desafios técnicos que existem atualmente forem superados, trazendo gráficos de alta resolução em tempo real, em um headset super portátil, que apesar de parecer um óculos de sol, propicia um campo de visão semelhante ao que o olho humano alcança no mundo real, enfim, uma completa imersão que nos permite ser o que quisermos e nos faz questionar se estamos vivendo de fato aquela situação, ou não. Já no mundo real, em 2018, há uma loooonga distância a percorrer e vários desafios a serem superados até chegarmos lá. Mas quão longe estamos? 

Semana passada recebemos uma unidade do Oculus Go, talvez o headset que mais se assemelhe ao conceito do filme, sendo um headset portátil, leve, sem fios e que funciona sem a necessidade de um computador ou smartphone atrelado a ele. Mas, claro, há limites! No vídeo abaixo compartilho meus dois centavos sobre onde estamos em termos de realidade virtual e o que nos espera em um breve futuro.