Por que Elon Musk investiu US$3 bilhões em ações do Twitter?

Pouco antes da compra, trilhonário falava sobre liberdade de expressão e mudanças na rede social

No dia 25 de março Elon Musk tuitou o seguinte: "Liberdade de Expressão é essencial para uma democracia funcional. Você acredita que o Twitter adere rigorosamente a esse princípio?".

Essa enquete foi feita por um dos homens mais ricos do mundo, que disse nos comentários: "As consequências desta enquete serão importantes. Por favor, vote atenciosamente."

O que significaria isso? Pouco depois vimos o anúncio de que Elon Musk se tornou o maior acionista do Twitter, comprando 9,2% das ações da empresa.

E estamos falando da rede social que traz características bastante únicas, que tem sido uma fonte de informação das pessoas para saber o que está sendo mais discutido em toda internet.

A enquete aconteceu dias antes da compra e o resultado a maioria das pessoas votou que não, o Twitter não adere rigorosamente o princípio de liberdade de expressão.

Não sabemos se Musk teria comprado as ações mesmo se a enquete tivesse o resultado contrário, mas sabemos que ele é usuário muito ativo no Twitter.

Inclusive, foi através de uma troca de tuítes que ele conheceu a Grimes, mulher de seus dois filhos, com a qual ele mantém uma relação que não fica tão clara para o público.

Inclusive, essa filha dos dois, chamada Y, foi descoberta por acaso durante uma entrevista da cantora à Vanity Fair, que escreveu uma reportagem que certamente vale a pena ser lida. Então Elon Musk tem dois filhos, X e a Y com Grimes.

Continua após a publicidade

Elon Musk dono do Twitter?

Elon Musk é agora o acionista majoritário do Twitter com 9,2% das ações da empresa e com um investimento que não é brincadeira, foram investidos US$3 bilhões, e claro, esse investimento foi feito mirando justamente em ser o acionista majoritário.

Isso significa que ele é o novo dono do Twitter? Claro que não. Mas significa que o posicionamento dele vai pesar bastante na mesa de discussão. E isso tudo é muito curioso, imagina você ficar incomodado com algo e simplesmente poder mudar isso com dinheiro.

Elon Musk já disse que um dos motivos para começar a cavar túneis na cidade de Los Angeles com sua empresa The Boring Company foi porque ele mora principalmente lá.

"É em Los Angeles porque eu moro principalmente em Los Angeles. Este é o motivo, é um lugar horrível para fazer túneis. É um dos piores lugares para construir túneis."

 

Durante o podcast de Joe Rogan, que o Flow Podcast disse ter copiado, o bilionário disse que seu plano de cavar túneis em Los Angeles para resolver o tráfego na cidade partiu do fato de esta ser a principal cidade na qual ele mora. O trecho está em 5:28 do vídeo abaixo.

Então ver ele fazendo um investimento caríssimo pra resolver um problema que ele está vivenciando não é lá uma surpresa.

Elon Musk e outros ricões, os mais ricos, estão sempre reclamando que não podem fazer o que querem, e normalmente utilizam a grana para tentar contornar o problema.

O homem de ferro da vida real chegou a dizer que tava pensando em criar uma rede social para favorecer a liberdade de expressão.

Continua após a publicidade

E assim, depois de citar essas informações, eu questiono você que tá assistindo esse vídeo. Você acha que Elon Musk faz o que faz por um bem maior? Você acredita que ele é apenas alguém muito rico e egoísta? Ou você acha que a verdade tá no meio dessas duas afirmações? Pensar sobre a personalidade dele pode ser importante, já que é um dos homens mais influentes do planeta, sem exagero.


Musk e o Twitter

Pra começo de conversa, Elon Musk tem 80 milhões de seguidores no Twitter. Você consegue imaginar o impacto de 80 milhões de seguidores em uma rede social como o Twitter?

E sua popularidade por lá vem crescendo. Até dezembro do ano passado ele estava em 12º segundo na lista de pessoas com mais seguidores do Twitter. Agora, enquanto escrevo, ele está em oitavo e o primeiro segue sendo Barack Obama com 131 milhões de usuários.

Com isso em mente, imagine que tudo que você diz tem um impacto direto a um número muito grande de seguidores. Isso faz com que cada mensagem bloqueada cause um transtorno maior. Ainda mais quando você é alguém poderoso e já influente por outras razões.

E quando você cria uma conta em uma rede social você não é dono do que posta. Somente em caso de processo… Aí você tem que responder pelo o que disse. Quem tem total direito de remover sua publicação é a própria rede social. Ela cria suas próprias regras. Afinal, você não é dono da plataforma.

E aí entra o ponto de você comprar logo uma parte da empresa e conseguir resolver isso com um telefonema ou uma mensagem (na teoria).

Redes sociais são amplamente utilizadas por pessoas poderosas, subretudo em momentos de campanhas eleitorais e para a influência em massa de pessoas. E isso fica claro com o próprio Musk, que várias vezes já comprou criptomoedas, depois tuitou para os seus milhões de seguidores sobre a mesmo moeda, o que configura uma clara manipulação de mercado.

O Twitter parece uma espécie de brinquedo pro Elon Musk, onde ele vai lá por lazer, compartilha uns memes, manipula um pouco o mercado e conhece uma esposa e pra fechar com chave de ouro compra a rede. Nitidamente é um lugar muito importante pra ele e agora certamente será mais.


Mudanças no Twitter

Mas o que ele poderia mudar agora que comprou o Twitter? O primeiro ponto que é óbvio é que ele vai fazer de tudo para que não seja censurado, não importa o que diga. Quem paga US$3 bilhões em algo certamente tem exigências.

Mas é de se ficar cético de que as coisas realmente vão mudar para as outras pessoas. Um dos maiores problemas das redes sociais atualmente está na deficiência em analisar conteúdo.

No YouTube, por exemplo, tem muito conteúdo nocivo que simplesmente não é removido. Isso porque fica por conta dos computadores identificar quando algo é realmente nocivo.

O mesmo acontece com Twitter, porque as redes dependem muito da inteligência artificial para julgar o que pode ou não ir para ao ar. E além disso elas trabalham com margens de lucro alta.

O Twitter, das redes, é o que de fato tem menos esse poder lucrativo. Mas outras redes poderiam contratar mais pessoas para fazer checagem de fatos e curadoria.

De qualquer forma, a inteligência artificial vai precisar avançar para que tuítes simples não causem banimento de contas.

O mais curioso disso tudo é que Elon Musk morre de medo do avanço descontrolado da inteligência artificial. Apesar de trabalhar para colocar um chip em nossa cabeça com o objetivo de conectar máquina e ser humano. Então sim… Elon Musk é um figura.

Ainda sobre o que pode mudar, Musk tá lidando com isso tudo da forma como ele costuma lidar; através do Twitter. Apesar das reclamações dele, é nítido que ele realmente ama a rede.

No dia 4 de abril ele fez uma enquete perguntando: você quer um botão de editar?

Atualmente, não é possível editar o que você publica no Twitter, tem sido uma característica da rede a anos. Inclusive, na enquete ele erra de propósito escrevendo "yse" em vez de "yes".

Sobre isso, algumas pessoas disseram para deixar editável só nos primeiros 10 minutos e com a marcação de que foi editado, o que o Elon disse parecer razoável.

Outras pessoas disseram que um argumento contrário a isso é : e se algo se tornar viral e a pessoa mudar o significado, se a pessoa não corrigir apenas um simples erro gramatical, mas todo o sentido original?

Nessa mesma postagem, o Diretor de Tecnologia da Meta disse que já consertaram isso no Facebook a muito tempo, com a indicação de que foi editado e a inclusão de um histórico das alterações.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

User img

Neri Neto

O universo geek faz parte do dia a dia, da vida, deste jornalista. Formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, Neri Neto é responsável por conteúdos diversos no Mundo Conectado. Ele adora tecnologia, cinema, games e descobriu ainda na infância que a linguagem dos vídeos seria perfeita para falar de tudo que ama.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.