Por que a Xiaomi fez um cachorro robô? Conhecendo o Cyberdog

Cachorro inteligente utiliza chips Nvidia e Intel para trabalhar a serviço de nós humanos

A Xiaomi definitivamente lança todo tipo de produto tecnológico, a empresa acaba de lançar um cachorro robô, o Cyberdog.

Com muitas semelhanças com o Spot da Boston Dynamics, este novo integrante da família Mi chega com funcionalidades inteligentes, responde a comandos de voz e é capaz de aprender novas tarefas.


Sobre o Cyberdog

O primeiro aspecto importante sobre esta novidade é que é de código aberto. A Xiaomi está inclusive incentivando programadores a descobrirem novas formas de utilizar o Cyberdog.

10/12/2020 às 10:44
Notícia

Fabricante de robôs Boston Dynamics é vendida para a Hyundai

Montadora sul-coreana pagou 1 trilhão de wons (cerca de US$ 917 milhões) pela empresa

Para que seja possível utilizá-lo em tarefas inteligentes, o seu cérebro tem como base a plataforma Nvidia Jetson Xavier NX, com um supercomputador que inclui 384 núcleos CUDA, 48 núcleos tensores, 6 núcleos Carmel ARM e dois motores de deep learning. E ainda o módulo de profundidade Intel RealSense D450.

Para ter uma ideia do seu poder de processamento, ele é capaz de 21 trilhões de operações por segundo. Tudo isso para conseguir gerir bem seus vários sensores e as funções para as quais é programado.

Ele consegue rastrear e mapear tudo que está ao seu redor para evitar colisões. Também consegue identificar o rosto de pessoas e até seguir o seu dono, algo feito com processamento em tempo real.

Continua após a publicidade

Sobre os comandos de voz, a Xiaomi fez uma demonstração que mostra habilidades pouco úteis e que são melhores desempenhadas por cachorros de verdade. Mas, com sorte, isso ajudará a vender o Cyberdog pelos cerca de R$8 mil.

No palco, vimos que ele é capaz de "dar a patinha", "latir", seguir seu dono e virar mortal.

Apesar disso, é claro que robôs do tipo podem ser extremamente úteis. Se não, a Boston Dynamics não teria sido comprada pela Hyundai por US$ 1 bilhão 


Por quê um cão robô?

A Xiaomi é hoje a maior fabricante de smarpthones do mundo. É claro que essa posição é sazonal, a Apple passa todo ano com o lançamento dos novos iPhones e mesmo a Samsung troca de posição com as variações do mercado. Mas fato é que ela tem uma grande parcela em um mercado gigante. Por que lançar tecnologias como a de um cão robô?

E claro, se fosse fácil lançar produtos para mercados variados a LG não teria deixado o de smartphones e não existiriam empresas focadas em um único dispositivo. Fato é que a Xiaomi é referência nisso.

O Cyberdog faz parte de uma estratégia nada nova da Xiaomi no ramo da tecnologia

 

Lançar aparelhos de todos os tipos têm sido sua estratégia desde quando começou. A empresa chegou a ter a panela elétrica de arroz mais vendida na China. Arroz é o alimento mais consumido na mesa dos chineses, então pense no impacto de vender um produto como esse com sucesso.

A tática aqui é investir em startups promissoras que surgem aos montes na Ásia e conseguir colocar suas invenções nas vitrines da marca hoje famosa no mundo todo.

Continua após a publicidade

É por essas e outras que vemos uma grande diversificação de produtos da Xiaomi, e é por este motivo que estamos vendo o Cyberdog surgir. Pode parecer aleatório para quem não conhece a forma da marca operar, mas para quem já conhece a história isso não é novidade.


Funcionalidades de um cão robô

Um cão robô consegue ir a lugares que nós não conseguimos, é simples assim. Imagina se tivéssemos que enviar um humano a Marte para explorar o planeta. Seria totalmente inviável e contra o que é mais prático.

A ideia de um robô aqui é de que ele pode se expor em nosso lugar a ambientes que não somos capazes de ir e captar informações essenciais. Além disso, conseguem facilitar o dia a dia em tarefas simples antes desempenhadas por nós.

Dessa forma, um robô pode acessar destroços de um desabamento com uma câmera para conseguir fazer imagens do local. Pode acessar cavernas, trabalhar em resgates, cumprir rotinas simples e trabalhar com outros itens tecnológicos.

A Boston Dynamics, por exemplo, já mostrou como o Spot pode fazer a mesma rota dia após dia para monitorar uma fábrica que trabalha com materiais quentes. Com este tipo de robô, você pode acoplar sensores de temperatura, câmeras térmicas e fazer a checagem de irregularidades. Também pode cadastrar esses dados e identificar pontos específicos da instalação que precisam de atenção.

Então cachorros robôs são úteis principalmente por esses dois motivos, por serem capazes de acessar lugares pouco acessíveis ou inacessíveis e por conseguirem carregar coisas, inclusive tecnologia de ponta para auxiliar em seu trabalho.

Mas o Cyberdog toma algumas direções curiosas, principalmente relacionadas à assistente de voz. Após chamá-lo, você pode perguntar como está o tempo, por exemplo. 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

User img

Neri Neto

O universo geek faz parte do dia a dia, da vida, deste jornalista. Formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, Neri Neto é responsável por conteúdos diversos no Mundo Conectado. Ele adora tecnologia, cinema, games e descobriu ainda na infância que a linguagem dos vídeos seria perfeita para falar de tudo que ama.

Vem aí as Smart TVs 4K baratinhas da Amazon! O que esperar? Fire TV OS + Prime Video + Alexa

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.