Vem aí o Snapdragon Phone: primeiro smartphone da Qualcomm

Custando U$ 1,500 no exterior, telefone foca em tecnologias e experiência para fãs da marca

A Qualcomm anunciou hoje (08) o Snapdragon Phone, seu primeiro telefone celular em mais de 20 anos. Esse é na verdade o primeiro smartphone da empresa, já que o último telefone havia sido lançado em 2000, nos primórdios da telefonia móvel. O Snapdragon Phone chega para agradar os Snapdragon Insiders - programa para fãs da marca lançado em março e que já conta com mais de 1.6 milão de fãs inscritos, equipado com o chip Snapdragon 888 e uma série de especificações que o colocam como um dos smartphones mais premium do mercado.

O Snapdragon Phone não é o primeiro telefone da empresa, que desenvolvia aparelhos na década de 90, nos primórdios da telefonia móvel e que desde então vem focando na fabricação de chips e tecnologias para o segmento móvel. Tão pouco chega a ser uma novidade, já que boatos no final de 2020 apontavam para essa possibilidade. Nem por isso deixa de surpreender os seus fãs, que terão que desembolsar U$1.499,00 (~R$ 7.900,00) caso queiram adquirir o telefone da empresa.

Além do chip Snapdragon 888, o Snapdragon Phone possui 16GB de memória RAM, 512GB de armazenamento, tela AMOLED de 6,78" na resolução FullHD+, com taxa de atualização de 144Hz, com picos de brilho que chegam a 1.200nits e grande precisão de cores, o que somado ao suporte ao HDR10+, entrega uma experiência multimídia completa. O som estéreo completa a experiência, atingindo 77 pontos no DxOMark.

A ideia por traz do Snapdragon Phone não é competir com os demais smartphones premium disponíveis no mercado, nem a Qualcomm espera vender uma quantidade absurda de aparelhos. A Qualcomm aposta na entrega de uma experiência completa, entregando um aparelho que explora as tecnologias da marca, integrado a acessórios que também usufruem de alguns desses diferenciais. Dessa forma, a empresa colocou na caixa um fone de ouvido Bluetooth true wireless (sem fios) da Master & Dynamic, uma empresa que fabrica fones de ouvido de luxo. O modelo possui cancelamento de ruído ativo e compatibilidade com AptX, além do suporte ao Snapdragon Sound, tecnologia da empresa que traz perfis de áudio ajustados para diferentes públicos e tipos de conteúdo: games, música, filmes etc.

A bateria é de 4.000mAh, o que é considerado um valor baixo para esse perfil de telefone, porém suporta carregamento rápido através da tecnologia Quick Charge 5.0, da própria Qualcomm, trazendo na caixa um carregador de 65W com suporte a tecnologia. O suporte ao 5G é completo por aqui, graças ao modem Snapdragon X60, com suporte a redes Sub-6GHz e milimétricas, o que os brasileiros possivelmente só conseguirão desfrutar ao máximo lá pelo final do ano que vem.

Para os gamers, além do Adreno 660, a promessa é que o telefone traga um algo a mais em termos de Snapdragon Elite Gaming, solução da empresa que permite atualização dos drivers gráficos nos smartphones com alguns modelos de chip Snapdragon, funcionalidade até então disponível apenas no PC.

O projeto do Snapdragon Phone foi desenvolvido em parceria com a ASUS, tendo o ROG Phone 5 como ponto de partida. Várias especificações são muito similares e todo o projeto, fabricação e comercialização do Snapdragon Phone será feito pela ASUS, o que lembra bastante a parceria que a Google possuía com alguns fabricantes no passado com a linha Nexus, trazendo tablets fabricados em parceria com diversos fabricantes e que servia como teste para algumas implementações do Android. Será a mesma estratégia?

O Snapdragon Phone chega ao mercado em Agosto, inicialmente nos Estados Unidos, China, Coréia do Sul, Alemanha e alguns outros países, sendo que ainda não há previsão para o Brasil. Mais informações sobre o Snapdragon Phone estão no nosso vídeo. Tão logo tenhamos acesso ao produto traremos uma análise completa para os nossos leitores

User img

Jacson Boeing

Apaixonado por tecnologia, gadgets e pelo universo geek em geral, Jacson Boeing é sócio-fundador e Editor do Adrenaline, onde desenvolve um trabalho de bastidores, desenvolvendo parcerias e formas criativas de dominar o universo! Fora os sonhos ambiciosos, também ajuda no desenvolvimento de pautas e escreve esporadicamente sobre tecnologia, além de viajar para cobrir in-loco alguns eventos internacionais considerados importantes dentro da estratégia de expansão do Adrenaline.

Huawei Band 6: unboxing e breve comparativo com a Honor Band 6

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.