Carregador sem fio: vale a pena? Confira nosso teste com três bases de indução

Tecnologia wireless já está no mercado há anos, mas apresentou melhorias que a justificam?

A tecnologia de carregamento sem fio, ou por indução, começa a fazer parte dos celulares topo de linha. Apple, Xiaomi e Samsung são grandes adeptas deste tipo de recurso, mas o que podemos dizer dele? É realmente útil?

Um tempo atrás fizemos um vídeo testando algumas bases de indução e tivemos resultados variados. Na época, a conclusão foi de que este tipo de funcionalidade não tem grande eficiência, mas demonstrou comodismo. Para atualizar nossa opinião, fizemos novos testes e você confere o resultado e também a nova conclusão neste vídeo.

Em especial, testamos o Xiaomi Mi 11 com o carregador de 55W e comparamos o desempenho com os outros produtos testados. Este teste em particular nos permite saber o que temos de melhor quando o assunto é carregamento wireless.


Como funciona

O carregamento sem fio na verdade não é totalmente livre de fios. Ele exige uma fonte com cabo USB conectado à base, o celular é colocado sobre a base e tem sua recarga induzida através de um campo magnético formado.

O celular precisa ter os anéis necessários para a formação deste campo magnético e também não pode ficar muito longe de seu apoio. Vale ressaltar que capinhas mais grossas podem atrapalhar a eficiência, cada milímetro de proximidade auxilia.


Carregadores sem fio utilizados

Abaixo estão listados os carregadores sem fio utilizados para a nossa bateria de testes:

Mi Power Bank (10000mAh) - Potência de 10W
Blitz Wolf (10000mAh) - Potência de 15W
Xiaomi (apenas carregador) - Potência de 55W

Continua após a publicidade

Os celulares

Temos aqui na redação um dos primeiros celulares populares a chegar com carregamento sem fio, o Samsung Galaxy S6 Edge. O aparelho é de 2015 e aparece aqui como um ponto importante para comparativo de velocidade. Ele tem velocidade máxima de recarga de apenas 7.5, metade do que é oferecido pelo iPhone 12 Pro Max (15W) e Galaxy S20 FE (15W).

Outro detalhe sobre este smartphone é sua bateria, ele tem apenas 2600mAh, algo que foge bastante ao padrão atual de bateria do mercado. Com esta característica, ele acaba carregando (na teoria) mais rapidamente porque exige uma quantidade de carga menor.

Os celulares:
Samsung Galaxy S6 Edge (2600 mAh) (7.5W)
iPhone 12 Pro Max (3,678 mAh) (15W)
Samsung Galaxy S20 FE (4,500mAh) (15W)

O Mi 11 aparece em um teste específico, testamos ele com a base de carregamento de 55W. Este celular da Xiaomi suporta carregamento de 50W, a Xiaomi promete que é possível atingir carga total com ele no carregamento sem fio em apenas 53 minutos. Nós testamos isso.


Os resultados

Sobre os resultados, abaixo você confere cada celular combinado com as bases citadas.

Samsung Galaxy S6 Edge (2600 mAh) (7.5W)
1 - Mi Power Bank (10000mAh) - 2 horas e 41 minutos
Potência 10W

2 - Blitz Wolf (10000mAh) - 100% - 2 horas e 42 minutos
Potência 15W

3 - Em pé Xiaomi - 2 horas e 30 minutos
Potência 55W

Continua após a publicidade

iPhone Pro Max (3,678 mAh) (15W)
1 - Mi Power Bank (10000mAh) - 3 horas e 56 minutos 
Potência 10W

2 -  Blitz Wolf (10000mAh) - 4 horas e 25 minutos
Potência 15W 

3 - Xiaomi - 3 horas e 27 minutos 
Potência 55W

Samsung Galaxy S20 FE (4,500mAh) (15W)
1 - Mi Power Bank (10000mAh) - 4 horas e 12 minutos
Potência 10W

2 - Blitz Wolf (10000mAh) - 3 horas e 59 minutos
Potência 15W

3 - Xiaomi - 3 horas e 52 minutos 
Potência 55W

MI 11 (4500mAh) (50W)
3 - Em pé Xiaomi - 2 horas e 9 minutos (129 minutos)


Resultado do Mi 11

O Xiaomi Mi 11, que suporta carregamento de até 50W foi carregado em 2 horas e 9 minutos com o carregador de 55W da Xiaomi. Desta forma, não conseguiu o que a Xiaomi promete, os 100% em 53 minutos.

Ainda assim, foi o que apresentou o melhor resultado, principalmente se comparado ao Galaxy S20 FE, que tem os mesmos 4500mAh de bateria, mas suporta apenas 15W.

  Samsung Galaxy S20 FE Xiaomi Mi 11
Bateria 4500mAh 4500mAh
Potência de recarga 15W 50W
Resultado do teste 3 horas e 52 minutos 2 horas e 9 minutos

Fiz a tabela acima pra mostrar como o carregamento do Mi 11 é superior e está entre o que temos de melhor em carregamento sem fio, ainda que não seja tão rápido quanto a Xiaomi prometeu.

Ele foi 1 hora e 43 minutos mais rápido, com o Samsung Galaxy S20 FE você precisa esperar esse tempo a mais, mesmo com a mesma base de carregamento.


Considerações importantes

Com a padronização do padrão Qi de carregamento sem fio estamos muito bem em comodidade. A ideia aqui é colocar carregamento sem fio em estabelecimentos e popularizar este meio prático de carregar o celular. Se você chegar na casa de um amigo, por exemplo, não precisa pedir um carregador pra ele, basta colocar em cima de uma base de indução que foi colocada num lugar coletivo da casa.

Ou ainda, em cafeterias ou aeroportos, você não precisaria puxar o cabo, apenas colocar o celular sobre um local delimitado para recarregar. É comodidade, mas tem um preço.

Até o momento, vemos isto apenas em topos de linha. Este também é um sinal de que em breve podemos ver isso nos intermediários, mas até lá ainda há um longo caminho a ser percorrido.

Até o momento, se você tem um topo de linha, pode valer a pena ter um para colocar na sala ou até mesmo do lado de sua cama, mas vai do seu bolso e do quanto isso se encaixa no seu dia a dia.

Então a principal conclusão é de que não, ainda não há uma grande diferença, ainda não é rápido e continua algo a ser melhorado.

O que podemos concluir é que esta ainda é uma tecnologia que não pode ser comparada com o bom e velho carregador, mas que é bem-vinda pela sua proposta. Tem melhorado e tudo indica que veio para ficar, então vale a pena ficar de olho.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

User img

Neri Neto

O universo geek faz parte do dia a dia, da vida, deste jornalista. Formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, Neri Neto é responsável por conteúdos diversos no Mundo Conectado. Ele adora tecnologia, cinema, games e descobriu ainda na infância que a linguagem dos vídeos seria perfeita para falar de tudo que ama.

Vem aí as Smart TVs 4K baratinhas da Amazon! O que esperar? Fire TV OS + Prime Video + Alexa

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.