Elon Musk: infância e início da fortuna do homem mais rico do mundo

Veja como foi o início da carreira do bilionário excêntrico que pode colonizar Marte

O cara mais rico do mundo na atualidade é Elon Reeve Musk, alguém tão rica e excêntrica que é constantemente comparado com o Homem de Ferro. Ele é cheio de ideias mirabolantes envolvendo tecnologia. Musk é dono da Tesla Motors, uma das maiores empresas de carros elétricos do mundo, uma das grandes tendências da tecnologia.

Ele também quer colonizar Marte utilizando sua agência espacial, a SpaceX - quer povoar o planeta vermelho com 1 milhão de humanos até 2050.

E se estar por trás destes dois projetos gigantes já não fosse suficientemente curioso, através da empresa Neuralink, ele diz quer curar doenças neurológicas e entender a mente humana através de chips implantados na nossa cabeça.

Neste vídeo, falamos sobre este empresário peculiar, de onde ele veio e como chegou a ser a pessoa mais rica da Terra.


Família

Elon Musk nasceu em 28 de junho de 1971, é filho de sul-africano Errol Musk e da canadense Maye Musk. Foi uma criança muito tímida, com muito interesse em computação, tecnologia e o espaço.

Aos 12 anos, desenvolveu um jogo no estilo navezinha com temática espacial após ter aprendido a programar sozinho. Apesar de ser um joguinho muito simples pros dias de hoje, vale ressaltar que ele estava na década de 90 e tinha apenas 12 anos. Mais supreendente ainda foi ter monetizado seu serviço, conseguiu vender o jogo por US$ 500 para a revista PC and Office Technology. Você pode jogar Blastar neste site.

Continua após a publicidade

O pai dele foi engenheiro eletromecânico, piloto, marinheiro e consultor. Bastante coisa mesmo, menos uma pessoa boa. Segundo Elon Musk, seu pai era uma pessoa horrível.

Quando os seus pais se separaram em 1980, Elon escolheu morar com o pai, o que teria sido uma péssima ideia, segundo ele. Musk se viu obrigado a se afastar do pai e afirma que seu velho fez quase todas as coisas más que você possam ser imaginadas. Imagina só o que um pai desses fez durante a vida.

Já sua mãe, era modelo e nutricionista.

Fora isso, sofria bullying na escola - conta que uma vez apanhou tanto de um grupo de garotos que foi parar no hospital.

O resto de sua família é constituído pelo irmão mais novo Kimbal (nascido em 1972) e também sua irmã de Tosca de 1974.


Educação

E isso nos dá uma visão de quem era o menino Elon na infância. Mas sua educação foi um ponto importante para se destacar hoje.

Um dos seus objetivos era chegar nos EUA, e como sua mãe era canadense, entrou com pedido de passaporte para o Canadá, que facilitaria as coisas para entrar nos Estados Unidos

E isso tudo contra a vontade do pai.

Enquanto seu passaporte não era aprovado para ir ao Canadá, entrou para a Universidade de Pretoria, na África do Sul, e estudou por cinco meses antes de ser aceito no Canadá.

Continua após a publicidade

Assim que chegou ao Canadá, em 1989, teve dificuldade para se alocar. Conta que chegou a morar um ano trabalhando em uma fazenda.

Em 1990, conseguiu entrar para a Universidade do Queen (MAMAA). Dois anos depois, entrou para a Universidade da Pennsylvania e se graduou em 1997 com título de bacharelado em física e economia. Na época, com 26 anos.

Ele chegou a começar um doutorado em física aplicada e ciência dos materiais na Universidade de Stanford, mas largou para empreender na internet e também nas áreas de energia renovável e espaço sideral. Foi só em 2002 que de fato se tornou um cidadão norte-americano, onde começaria sua primeira empresa.


Início da carreira

Hoje um cara podre de rico, um dia Musk não teve dinheiro nem para pagar um apartamento - pelo menos segundo sua biografia.

Apesar disso, vale deixar marcado aqui que ele recebeu uma boa ajuda de seu pai para chegar onde está. Explico isso a seguir.

Assim que começou a empreender, o empresário morou no escritório da empresa que criou com seu irmão Kimbal e o Investidor Greg Kouri.

A empresa se chamava Global link Information Network e tinha sede em Palo Alto, na Califórnia.

Mais tarde, a companhia viria a se chamar Zip2 - mas até isso acontecer demorou e precisou de muito trabalho duro. O foco era auxiliar pequenos negócios locais a colocarem  o seu endereço na internet. Musk e seus sócios acreditavam muito que a internet era o próximo passo da sociedade em tecnologia.

Mas tinha um porém - era 1994 - nem todas as pessoas acreditavam na internet, empresas locais também não viam sentido algum em criar um site e nem a importância de disponibilizar seu endereço online.

Então, reza a lenda que Musk e seus sócios saíram para fazer clientes de porta em porta, oferecendo o serviço, lutando para conseguir manter o negócio de pé.

Em 1995, uma ajuda muito bem-vinda, segundo a biografia do bilionário escrita por Ashlee Vance, Errol Musk Gave, o pai horrível, deu 28 mil dólares para os filhotes conseguirem se virar.

Com o tempo vieram os investimentos e a empresa começou a se destacar. Isso contando também com o avanço da internet. As pessoas foram ficando mais abertas aos serviços online.


O início do sucesso

Um passo fundamental foi o investimento de 3 milhões de dolares recebidos da Mohr Davidow Ventures, o que acabou mudando a empresa de nome para Zip2 e mudando um pouco a estratégia

A zip2 fez negócio com jornais como The New York Times, Chicago Tribune e começou a ampliar suas parcerias principalmente com jornais dos Estados Unidos, pensando em estratégias de divulgação em grande escala.

Quando a empresa foi comprada em fevereiro de 1999, estava longe do controle de Musk, que chegou a tentar ser CEO mas a direção não concordou. 

Ela foi comprada então pela empresa de computadores Compaq por 307 milhões de dolares, que por sua vez foi comprada pela HP.

Elon era dono de 7% dela nesta época e ficou com U$22 milhões em ações, dando início a uma carreira sensacional e que a gente confere melhor em um outro vídeo.

User img

Neri Neto

O universo geek faz parte do dia a dia, da vida, deste jornalista. Formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, Neri Neto é responsável por conteúdos diversos no Mundo Conectado. Ele adora tecnologia, cinema, games e descobriu ainda na infância que a linguagem dos vídeos seria perfeita para falar de tudo que ama. Neri também fala bastante em terceira pessoa, gosta de descontrair e está sempre nas redes sociais.

Celular GAMER barato? Testamos o Black Shark 4, o custo-benefício da Xiaomi

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.