Análise da QLED Q80T: a TV gamer da Samsung para o PlayStation 5 e Xbox Série X

Alto contraste e brilho, além de grande fidelidade de cores e tecnologias proprietárias são os destaques

Premiada por inovação em games na CES 2020, a Q80T foi lançada no Brasil em junho de olho no aquecido mercado de games. Com a chegada da nova geração de videogames, muita gente deve procurar uma TV capaz de tirar o máximo das novas tecnologias presentes no Playstation 5 e nos Xbox Séries X / S, e a Samsung posiciona a Q80T como o produto dentro do seu lineup de TVs QLED para esse público.

A Q80T é uma TV LCD premium com resolução 4K, taxa de atualização de tela nativa de 120Hz, baixo tempo de resposta e conexão HDMI 2.1, que habilita o modo de baixa latência automático e entrega um input lag baixíssimo, além de trazer o FreeSync VRR, para uma experiência fluida e sem quebra de quadros. Isso tudo em uma tela VA, com alta taxa de contraste e bons picos de brilho tanto em conteúdo HDR, quanto SDR.

O contraste e os níveis de preto são impulsionados ainda pela tecnologia "Full Array Local Dimming", que posiciona um painel de LEDs atrás de toda a tela, a iluminando de forma regionalizada, permitindo desligar os LEDs em partes escuras do conteúdo e dar ênfase para os locais onde há muito brilho, garantindo assim melhor uniformidade de preto. Para melhorar os pontos fracos da tela VA - péssimo gerenciamento de reflexo e baixo ângulo de visão - a Samsung implementou a tecnologia "Ultra Viewing Angle", que através de um revestimento na tela, consegue mudar o jogo e garantir que a TV gerencie bem reflexos e garanta um ângulo de visão razoável, entregando uma experiência melhor que algumas telas IPS, que se destacam nesses quesitos, mas possuem baixo contraste.

Traz ainda suporte a 1 bilhão de cores, um dos destaques das TVs QLED, baseadas na tecnologia de pontos quânticos, através da tecnologia de 8-bits + FRC, permitindo que a Q80T entregue mais de 90% do volume de cor no padrão DCI-P3, usado pelo cinema digital, garantindo assim cores mais vivas e fiéis. Aliás, falando em fidelidade, a Q80T traz uma calibração de cores excelente de fábrica, sem obrigar o consumidor a se preocupar com calibragem, o que acaba sendo uma grande vantagem para o usuário comum.

A uniformidade de cinza, métrica que se refere a uniformidade de todas as cores na tela entrega um resultado aceitável, com as imagens ficando um pouco mais escuras nas extremidades da tela, problema característico da tecnologia LCD e que fica visível em esportes, mas nada que estrague a experiência como um todo.

Continua após a publicidade

Em termos se som, áudio de 60W RTS distribuído em 06 canais (2.2.2) entrega um som potente e com graves razoáveis e, como grande diferencial, traz uma tecnologia proprietária de som baseado em objetos chamado pela Samsung de "som em movimento", onde o som se desloca pelo ambiente nos eixos horizontal e vertical, conseguindo passar uma noção mais exata de onde a ação ocorre na tela.

E em games, bom é aí que a soma de todas as tecnologias embarcadas na Q80T se destaca, mas para saber sobre isso, que tal ver o vídeo? :)

Em tempo, em breve sai um comparativo da Samsung Q80T com a LG NANO90, QLED vs Nanocell. Fiquem ligados!

User img

Jacson Boeing

Apaixonado por tecnologia, gadgets e pelo universo geek em geral, Jacson Boeing é sócio-fundador e Editor do Adrenaline, onde desenvolve um trabalho de bastidores, desenvolvendo parcerias e formas criativas de dominar o universo! Fora os sonhos ambiciosos, também ajuda no desenvolvimento de pautas e escreve esporadicamente sobre tecnologia, além de viajar para cobrir in-loco alguns eventos internacionais considerados importantes dentro da estratégia de expansão do Adrenaline.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.