A polêmica do TikTok: entenda as preocupações em torno do app e seus dados pessoais!

Spyware? Vulnerável? Ou apenas mais uma rede social? Explicamos neste vídeo

Por bem ou por mal, o TikTok tem dado o que falar desde que começou a quarentena. O app já vinha numa popularidade crescente, mas com o número imenso de jovens entediados em casa, tivemos um boom no número de usuários da plataforma de vídeos curtos. Com esse grande aumento, veio também cada vez mais preocupações sobre o app estar espionando as pessoas, violando a privacidade, etc.

Isso acontece com qualquer app que vira o centro das atenções, começaram a surgir os alertas contra o TikTok. Foram descobertas vulnerabilidades que poderiam ser aproveitadas por hacker mal intencionados, além de comportamentos de monitoramentos que foram considerados incomuns. O app chegou a ser chamado de um “spyware”.

Um spyware, será?

Então aqui cabe fazer um primeiro comentário muito importante. Não temos como falar de especulação e rumores. Vamos focar no que foi provado e há de fato até agora.

E o fato é que não há provas, até o momento dessa gravação, de que o TikTok seja um spyware. O app realmente teve vulnerabilidades e comportamentos de monitoramento estranho, mas isso não é diferente de qualquer outro app de rede social que você já esteja acostumado. Até o Windows vive mostrando vulnerabilidades, como já relatamos aqui diversas vezes.

Continua após a publicidade

A respeito do recolhimento de dados, é assim que funcionam todas as redes sociais. Elas existem justamente para recolher seus dados, esse é o objetivo, é assim que elas ganham dinheiro. Se você se preocupa muito com a privacidade, não faz sentido ter rede social nenhuma, na verdade. Já são plataformas que servem justamente pra compartilhar sua vida pessoal com os outros, e elas recolhem seus dados de navegação enquanto isso.

Então qual é o negócio do TikTok? Por que ele foi banido na Índia, por que tantas empresas dos EUA também baniram seu uso e o próprio Trump quer proibir o app no país? Resposta simples: porque o app é chinês. Ele tem autoria da ByteDance, uma empresa com funcionários no mundo todo, mas sede na China.

07/08/2020 às 10:27
Notícia

Donald Trump assina ordens executivas que podem banir TikTok ...

Os aplicativos podem ser banidos em 45 dias caso eles não sejam vendidos

Continua após a publicidade

O fato é que colhendo tantos dados constantemente das pessoas e traçando perfis de populações, as redes sociais já provaram que conseguem exercer um poder que impacta até nas forças democráticas de um país. O caso do Facebook com a Cambridge Analytica é um ótimo exemplo disso.

Existe uma preocupação real entre autoridades contra uma empresa chinesa conseguir o mesmo tipo de poder. A China tem se colocado como uma oposição não só ideológica, mas também econômica contra os EUA, então o país e seus apoiadores se preocupam com esse crescimento.

A principal preocupação é que o governo chinês poderia pressionar a ByteDance a fornecer os dados que conseguiu de seu usuário - não seria a primeira vez que eles fazem isso. A empresa já declarou que respeita os dados de seus usuários e que não os cederia dessa maneira, mas aí vai da confiança de cada um.

O consenso atual então, com as informações que temos comprovadas mesmo, é esse: o TikTok não parece te espionar mais do que qualquer outro app social. Então, no fim, a sua decisão pessoal fica em cima das empresas que você confia pra ter esse tipo de informação. Mas pode ser que o TikTok acabe mudando de empresa, se a Microsoft conseguir comprar o app.

User img

João Gabriel Nogueira

João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline e o Mundo Conectado, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.