Conheça o BRAVE, um browser que protege sua privacidade e... Paga pra você navegar?!

Explicamos qual é a do navegador mais perguntando pelos nossos leitores!

Fizemos um vídeo comparando a performance de diferentes navegadores no Mac e no PC. Naquele vídeo a gente deixou bem claro que iríamos testar os 5 navegadores mais usados no mundo, mas mesmo assim teve muita gente reclamando da ausência de seus preferidos. Entre esses comentários, um navegador que apareceu bastante e chamou nossa atenção foi o Brave.

12/05/2020 às 18:30
Vídeo

Edge vs Chrome vs Safari vs Opera vs Firefox - qual é o mais ...

Rodamos testes sintéticos nos navegadores mais usados do mundo e damos nossa opinião

O Brave é um navegador meio “alternativo” que tem se popularizado recentemente com a promessa de ser a opção de navegador que mais respeita a sua privacidade. Além disso ele promete ainda que vai lhe pagar pra navegar com ele, em dólar. Tudo de graça. E vocês conhecem o ditado… Quando a esmola é muita, o Mundo Conectado desconfia. Então decidimos dar uma testada no Brave e ver o que o navegador realmente oferece.

Continua após a publicidade

É interessante como muitos navegadores reconhecem que o Chrome é o mais usado atualmente e a maioria deles, incluindo o Brave, oferece ferramentas pra você importar suas configurações do Chrome e fazer essa migração quando abre pela primeira vez.

Ênfase na privacidade

 

Depois de configurado o Brave está pronto pra ser usado. Ele tem uma página inicial bem simples, e com poucas opções de customização. Aparecem valores em destaque que mostram o que o Brave andou bloqueando enquanto você navega e inclusive faz uma estimativa do tempo que ele economizou pra você por não ficar carregando anúncios e rastreadores.

Continua após a publicidade

E é aqui que entra o maior destaque do Brave e o que tem tornado este navegador tão popular. Ele leva bem a sério isso de bloquear anúncios e rastreadores. Conforme ele vai bloqueando essas coisas, um ícone perto da barra de endereços vai sinalizando. Esse é o Brave Shield, o nome do recurso de bloqueio.

Dá pra clicar no ícone do Brave Shield pra ter acesso a mais informações e ver o que está sendo bloqueado, além de configurar se você quer bloquear ou não. As restrições do Brave podem ser tão agressivas às vezes que atrapalham o funcionamento de alguns sites (isso é muito raro), então você pode desligar o Shield com muita facilidade temporariamente para um site que não esteja funcionando, usando este ícone.

Por padrão, no entanto, o Brave não bloqueia 100% dos anúncios, o que nos leva ao sistema rewards.

Recompensas pra navegar?

 

Você pode ativar o Brave Rewards para ver anúncios aprovados pelo navegador e receber recompensas por eles. E aqui tem um punhado de coisas pra explicar, porque é um pouco mais complexo do que parece.

O que você recebe de vez em quando por ver anúncios são BATs. BAT é um acrônimo pra Basic Attention Token -, um token de atenção básica, em tradução livre.

O valor de cada BAT é baseado em criptomoeda, na plataforma Ethereum, então depende do preço da moeda pra saber quanto vale cada token. Eles vão sendo automaticamente acumulados e uma vez por mês transferidos para sua carteira que já vem pronta no Brave. Dá pra usar esses recursos pra contribuir pros sites que você mais acessa, até automaticamente.

Mas pra sacar esses tokens em dinheiro você precisa se registrar na Uphold, plataforma de carteira virtual que atua em parceria com o Brave.

Então pro pessoal especialmente preocupado com privacidade isso pode ser uma desvantagem, ter que se registrar numa plataforma de carteira virtual, informar seus dados financeiros, etc.

Mas, pra quem tá realmente focado no anonimato e não quer saber disso, dá pra desativar as recompensas completamente. E aí você não vai ver anúncio nenhum mesmo, nem esses aprovados pelo Brave

O anonimato da rede Tor

 

Cabe falar um pouco da janela privada do Brave. Esse é um recurso que encontramos em basicamente qualquer browser atualmente, você pode abrir uma janela privada que não vai ficar guardando seus dados, seu histórico e suas senhas. O Brave oferece isso, claro, mas vai um pouco além.

Essas janelas privadas servem pra você ter uma sessão deslogada no navegador e não salvar sua navegação naquele momento, mas não são, necessariamente, anônimas. É até um tanto errado o Chrome chamar o recurso de Janela Anônima, porque isso induz o usuário a achar que está navegando anonimamente e não é o caso. Sites ainda podem ver sua localização, e pegar alguns de seus dados que normalmente são oferecidos na internet.

Por isso que, além da Janela Privada, o Bave tem ainda um recurso de Janela Privada com Tor. Nesse modo os sites não conseguem detectar sua localização correta, porque a rede Tor simula que você está em outro lugar. Mas é importante destacar que a navegação fica um pouco mais lenta pra fazer esse truque.

User img

João Gabriel Nogueira

João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline e o Mundo Conectado, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.