Mesmo com efeitos da guerra comercial, Huawei registra aumento de 23% em receita
Créditos: Kurio

Mesmo com efeitos da guerra comercial, Huawei registra aumento de 23% em receita

Empresa chinesa fechou o primeiro semestre de 2019 com um lucro de US$ 32 bilhões

Os efeitos da guerra comercial entre os Estados Unidos e a China no começo fizeram com que empresas americanas fossem proibidas de negociar tecnologia com companhias chinesas de tecnologia, e uma das principais prejudicadas nesta disputa foi a gigante Huawei.

Comunicado oficial da Huawei

Entretanto, segundo os números mais recentes liberados pela companhia, apesar do decreto presidencial ter implicado diretamente com algumas áreas extremamente importantes para a Huawei, a interrupção dos negócios com os Estados Unidos não foi suficiente para impedir seu crescimento financeiro neste ano. No relatório do último semestre liberado pela Huawei foi revelado que a empresa faturou 221,6 bilhões de yuans (US$ 32,2 bilhões) somente no segundo trimestre de 2019, alcançando um aumento de 23% em relação ao primeiro trimestre.

02/07/2019 às 19:23
Notícia

Huawei espera aval do governo dos EUA para retorno do Android...

Recentemente, Donald Trump anunciou a retirada das sanções sobre a empresa chinesa

Por conta de algumas restrições baseadas nos termos de privacidade da Huawei, geralmente a companhia não divulga os valores financeiros de lucros detalhadamente. Mas para mostrar seu poder no mercado, pela primeira vez em muitos anos, a empresa revelou seu relatório financeiro oficial.

O documento ainda mostrou que seu  lucro líquido foi de 8,7% sobre receita de 401,3 bilhões de yuans (US$ 58,3 bilhões) nos primeiros seis meses do ano. Resultado esse que foi possível graças a venda de 118 milhões de smartphones, aproximadamente 59 milhões em cada trimestre - um aumento de 24% comparado a 2018. Somente no primeiro semestre de 2019, a Huawei teve uma receita de 220,8 bilhões de yuans (US$ 32,1 bilhões), equivalente a 55% das vendas totais da empresa, o que mostra como a empresa cresceu muito e bastante rápido. 

Um gráfico divulgado pela consultoria de mercado Canalys comparou a Huawei com outras empresas concorrentes como Xiaomi, Oppo, Vivo e Apple, e confirmou que apesar da desaceleração geral do mercado, a chinesa vem crescendo ano a ano e hoje detém 38% do mercado na China. Ao que tudo indica, a empresa vai continuar a se destacar no segmento de tecnologia e deve expandir sua atuação cada vez mais.


 

Continua após a publicidade
Via: The Verge Fonte: Huawei
User img

Lucas Alvaro

Lucas Alvaro virou jornalista pelo amor aos games e o desejo de escrever seus próprios roteiros para jogos com nota máxima no Metacritic. Apesar de ter atuado como designer e desenvolvedor de jogos durante dois anos, a paixão pela redação o trouxe para "os bastidores", onde está adquirindo experiência e aprendizado nos mais diversos segmentos da tecnologia. E é dessa forma que pretende se tornar especialista na área e descobrir o que fazer quando os robôs começarem a dominar o mundo.

Testamos o ROG Phone 3!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.