Brasileiros descobrem maior asteroide de 2019 a passar relativamente perto da Terra
Créditos: Washington Post

Brasileiros descobrem maior asteroide de 2019 a passar relativamente perto da Terra

Batizado de Asteroid 2019 OK, corpo celeste mede entre 50 e 130 metros

Astrônomos do Brasil anunciaram que conseguiram detectar um asteroide que passou a 71.400 quilômetros da Terra no dia 25 de julho, na última quinta-feira. A distância pode parecer imensa, mas na verdade é considerada bem próxima quando estamos falando de corpos no espaço. Para se ter uma noção, a Lua fica a 384.000 quilômetros de nosso planeta, e é um satélite natural da Terra.

O asteroide foi batizado de Asteroid 2019 OK e estima-se que ele meça de 50 a 130 metros de diâmetro, fazendo dele o maior corpo celeste a passar por uma distância tão "pequena" da Terra em 2019. A descoberta foi feita no Observatório Sonear, de Minas Gerais, e depois divulgada para a União Astronômica Internacional, a UAI, sediada na França.

O Asteroid 2019 OK é considerado o maior de 2019, mas não quer dizer q ele esteja entre os maiores já descobertos. A NASA estima que já identificou 90% dos mais de 1.000 asteroides com mais de 1km de diâmetro que passam com alguma proximidade da Terra. O 2019 OK não foi considerado um risco real para nosso planeta e orbita ao redor do Sol com uma velocidade estimada entre 50.000 e 60.000 km/h.

07/05/2019 às 09:18
Notícia

E se um asteroide atingisse a Terra? Simulação prevê possívei...

Como era de se esperar, muita destruição e problemas diplomáticos

Mesmo não tendo mais de 150 metros, o Asteroid 2019 OK poderia causar danos consideráveis ao planeta se não tivesse passado a mais de 70.000 quilômetros de distância. Cristóvão Jacques, diretor sócio do observatório, fez a seguinte declaração:

O tweet abaixo mostra um vídeo criado pelo projeto ASAS-SN, da Austrália. É uma simulação da passagem próxima à Terra do asteroide descoberto pelos brasileiros:

O Asteroid 2019 OK precisa de 2,7 anos para dar uma volta completa em torno do Sol, mas estima-se que ele só passará próximo à Terra novamente em 2035 e 2086.

Fonte: Veja
User img

João Gabriel Nogueira

João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline e o Mundo Conectado, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.