Mercado global de drones deve crescer 300% e valer US$ 14,3 bilhões em 2029
Créditos: Airbuzz One

Mercado global de drones deve crescer 300% e valer US$ 14,3 bilhões em 2029

Setor de aeronaves não militares movimenta cerca de US$ 5 bilhões atualmente

Com cada vez mais empresas interessadas em fazer entregas com drones e o sistema de regulamentação de pilotos sendo facilitado, a tendência é que o mercado triplique nos próximos 10 anos. De acordo com previsões do Teal Group, o setor de aeronaves não tripuladas deve aumentar sua receita e movimentar US$ 14,3 bilhões em 2029.

Caso a previsão se concretize, o segmento de drones não militares deve crescer 300% em comparação ao seu tamanho atual, com uma taxa de crescimento anual de 12,6%. Segundo o Teal Group, a indústria de aeronaves não tripuladas movimenta cerca de US$ 4,9 bilhões em 2019.

O mercado deve ser impulsionado pelo uso comercial e governamental de drones

Apesar de ser dominado pelo uso recreativo atualmente, a tendência é que o mercado acabe crescendo principalmente por causa das aplicações de drones na indústria e pelo governo. As previsões da Teal Group apontam que o segmento de drones comerciais vai crescer em oito vezes e chegar a valer US$ 9,5 bilhões em 2028. 

Isso deve acontecer por causa da ascensão dos serviços de entregas com drones, além de outras aplicações comerciais das aeronaves, incluindo em setores como agricultura e construção civil.  “No momento em que os clientes corporativos passarem das provas de conceito para a implantação da frota, o mercado vai subir”, diz Philip Finnegan, analista e diretor do Teal Group.

Além da aplicação comercial dos drones ser uma das apostas para o setor, outra tendência no mercado de aeronaves não tripuladas é o uso governamental para fins civis. Segundo aponta o relatório, os Estados Unidos e países europeus estão estudando o uso dos produtos para funções como vigilância de fronteiras e proteção de construções e terrenos. 

25/05/2019 às 17:10
Artigo

Veja o que é necessário por lei ao decolar um drone no Brasil

Muitos não sabem que para decolar grande parte dos drones é necessário alguns procedimentos

Outro fator que faz a Teal Group acreditar no crescimento do mercado de drones é a aposta de grandes firmas no segmento. De acordo com o relatório, gigantes como Microsoft, Intel, Qualcomm e Apple investiram cerca de US$ 455 milhões em startups de drones e pesquisa no setor durante o ano de 2018. 

Um ponto interessante é que 67% do montante foi direcionado para companhias americanas, o que pode indicar uma pulverização da indústria futuramente. Atualmente, a fabricação de drones é dominada por empresas chinesas, em especial a DJI.

Via: Drone DJ, Teal Group
User img

Mateus Mognon

Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

Entregas com drones nos Estados Unidos são aceleradas por conta do COVID-19

Entregas com drones nos Estados Unidos são aceleradas por conta do COVID-19

Transporte de medicamentos e alimentos são as principais preocupações no momento


Drone mostra mais de US$ 3,5 milhões em maconha apreendida na Austrália

Drone mostra mais de US$ 3,5 milhões em maconha apreendida na Austrália

Plantação foi descoberta em uma propriedade de 20.000 acres


Novo drone FIMI X8 SE (2020) tem 35 min de autonomia, voa até 8KM e custa US$399 [+CUPOM]

Novo drone FIMI X8 SE (2020) tem 35 min de autonomia, voa até 8KM e custa US$399 [+CUPOM]

Drone sofreu otimizações em cima da primeira versão, mas tem exatamente o mesmo visual


Feiyu pocket

Feiyu pocket

Confira a ficha técnica


Xiaomi FIMI X8 SE (2020)

Xiaomi FIMI X8 SE (2020)

Confira a ficha técnica