Facebook vai pagar US$5 bilhões para encerrar investigação sobre o caso Cambridge Analytica
Créditos: ITMidia

Facebook vai pagar US$5 bilhões para encerrar investigação sobre o caso Cambridge Analytica

Essa é a maior multa já aplicada pela FTC em toda a sua história

O Facebook fechou um acordo de US$5 bilhões para encerrar as investigações sobre o vazamento de dados do caso Cambridge Analytica. A Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos (Federal Trade Commission ou apenas FTC) já havia aprovado a negociação no dia 12 de julho, mas fez o anúncio oficial hoje, dia 24. 

04/04/2018 às 18:35
Notícia

Facebook revela que escândalo da Cambridge Analytica atingiu ...

Empresa de comunicação usou dados de forma indevida durante eleições dos Estados Unidos

A investigação iniciou em março de 2018. A votação decisiva acabou com três votos a dois. Segundo a FTC, esta é a maior multa já acordada pela comissão em um caso envolvendo privacidade em toda a sua história. Também é a maior ação contra o Facebook até o momento.

Além da multa bilionária, a organização de Zuckerberg também criará uma Comissão de Privacidade como parte do acordo. O objetivo dela será assegurar a cada três meses que as informações dos usuários estão devidamente protegidas. Caso hajam declarações falsas, ela poderá ser penalizada.

Segundo o The Washington Post, a rede social teria enganado e privado cerca de 30 milhões de usuários de informações suficientes sobre a utilização de seus dados e sobre um recurso de reconhecimento facial. A reportagem diz que o Facebook não precisará admitir qualquer tipo de culpa e que o acordo deverá ser aprovado por um juiz federal.

Securities and Exchange Commission (SEC)

Em paralelo aos US$ 5 bilhões, a Securities and Exchange Commission (SEC), reguladora do mercado de capital estadunidense, também anunciou um acordo com o Facebook por "falhas na divulgação sobre os riscos envolvendo suas práticas de privacidade". O motivo alegado é que a gigante não deixou seus investidores cientes de que desenvolvedores de programas e terceiros poderiam ter obtido dados sem permição ou ainda violando as suas políticas de privacidade. Isso pode custar algo superior a US$ 100 milhões.

 

Privacidade na internet

24/07/2019 às 10:34
Notícia

EUA inicia nova investigação comercial mirando empresas como ...

O Departamento de Justiça quer saber se a dominância das companhias está atrapalhando o mercado

Toda essa situação faz parte do contexto de preocupação crescente do governo dos EUA em relação a privacidade das pessoas na internet. As autoridades de Washington estão se esforçando para aprovar leis de proteção antes do período eleitoral de 2020. Ontem, dia 23, por exemplo, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos  abriu uma grande investigação antitruste para verificar as práticas competitivas dos grandes nomes da tecnologia e assegurar que não estão sufocando a concorrência ilegalmente.

Via: O Globo (1), (2), (3)

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

É oficial: Príncipe da Arábia Saudita hackeou o telefone do CEO da Amazon, Jeff Bezos

É oficial: Príncipe da Arábia Saudita hackeou o telefone do CEO da Amazon, Jeff Bezos

Um relatório da empresa de segurança forense FTI Consulting confirmou o caso


FBI precisou de quase dois meses para desbloquear um iPhone 11

FBI precisou de quase dois meses para desbloquear um iPhone 11

É o segundo aparelho desbloqueado legalmente, mas a Apple não está ajudando no processo


Modo escuro no WhatsApp finalmente está sendo testado por usuários Beta

Modo escuro no WhatsApp finalmente está sendo testado por usuários Beta

A atualização ainda não está disponível para todos os usuários do app


YouTube melhora proteção da privacidade das crianças

YouTube melhora proteção da privacidade das crianças

Mudanças anunciadas em setembro passado já começaram a ser implementadas


Hacker divulga senhas de mais de 500.000 servidores, roteadores e dispositivos IoT

Hacker divulga senhas de mais de 500.000 servidores, roteadores e dispositivos IoT

Todas as listas que o hacker vazou são datadas de outubro a novembro de 2019