Nada de notch: Google Pixel 4 deve trazer borda larga e mais sensores
Créditos: OnLeaks

Nada de notch: Google Pixel 4 deve trazer borda larga e mais sensores

Vazamento indica que o aparelho pode chegar com o aguardado Projeto Soli

Segundo um conjunto de imagens vazadas no Twitter, o Google Pixel 4 e o Pixel 4 XL podem chegar deixando de lado uma das principais tendências do mercado mobile: o entalhe na tela. Segundo as informações trazidas pelo perfil Ice Universe, que costuma vazar informações de smartphones antes do lançamento, os novos dispositivos da Google trarão uma borda mais larga na parte superior da tela.

O motivo para ir contra a corrente seria a grande quantidade de sensores que deve estar presente nos smartphones. Uma imagem de protetores de tela supostamente feitos para os novos Pixel mostra que os aparelhos contarão com espaço para múltiplas câmeras na frente, alto-falante e mais três outros sensores.

Após a divulgação dos vazamentos, que batem com outras informações vazadas anteriormente sobre os smartphones, perfis especializados em vazamentos como o OnLeaks publicaram renderizações baseadas nos novos indícios. As imagens também exibem o conjunto de múltiplas câmeras traseiras que devem aparecer nos smartphones.


Imagem: OnLeaks/Reprodução

Apesar de ser um movimento estranho, a ausência do notch nos novos Pixel pode ter uma bora explicação. Ao que tudo indica, a decisão de adotar uma tela menor do que o convencional, trazendo até um aproveitamento inferior ao presente no modelo anterior da linha, está ligada à chegada de uma nova tecnologia da Google. 

Projeto Soli está de volta?

De acordo com informações do The Verge, a Google finalmente deve lançar com o Pixel 4 a tecnologia do Projeto Soli. Anunciada originalmente na Google I/O de 2015, a tecnologia recebeu aprovação da Comissão Federal de Comunicações (FCC) neste ano e deve começar a aparecer em produtos da gigante da tecnologia.

O Projeto Soli permite que o usuário utilize funções de eletrônicos por meio de gestos. No caso do Pixel 4 e do Pixel 4 XL, a tecnologia pode ser utilizada para que o usuário consiga controlar os smartphones sem precisar tocar na tela. 

20/07/2019 às 09:11
Notícia

Novo vazamento de renderização revela detalhes do Google Pixe...

Imagens confirmam bordas mais finas e configuração de câmera frontal dupla 

Os celulares da Google também podem ser a porta de entrada para a tecnologia chegar em outros eletrônicos, incluindo vestíveis até dispositivos voltados para internet das coisas, que deve ser acelerada com o 5G. Como muitos aparelhos de IoT não contam com telas, a novidade pode ser muito útil para melhorar a usabilidade de produtos conectados.

Enquanto boa parte do potencial do Projeto Soli ainda é conceitual, tudo que nos resta é esperar até a chegada do Pixel 4 e o Pixel 4 XL, que devem ser lançados em outubro deste ano.

Via: The Verge
User img

Mateus Mognon

Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

WhatsApp reduz duração de vídeos publicados na aba Status durante a quarentena

WhatsApp reduz duração de vídeos publicados na aba Status durante a quarentena

A medida começou a ser aplicada na Índia, para evitar o colapso da internet


Veja renderizações vazadas do novo celular Honor 30S

Veja renderizações vazadas do novo celular Honor 30S

Smartphone deve ser lançado dia 30 de março


Esse são os novos OnePlus 8 e 8 Pro - veja detalhes dos aparelhos em vazamento

Esse são os novos OnePlus 8 e 8 Pro - veja detalhes dos aparelhos em vazamento

Aparelhos devem trazer Snapdragon 865 e até 12GB de RAM com 256GB de espaço interno


Redmi explica a diferença entre o consumo de bateria do 5G e do 4G

Redmi explica a diferença entre o consumo de bateria do 5G e do 4G

Gerente geral da Redmi, Lu Weibing, disse que baterias precisam ser 20% maiores para compensar isso


Governos vão acompanhar quarentena em tempo real rastreando celulares

Governos vão acompanhar quarentena em tempo real rastreando celulares

Parceria com startup In Loco deve fornecer dados da localização de cidadãos