Uma vulnerabilidade no Bluetooth pode entregar sua localização a hackers

Uma vulnerabilidade no Bluetooth pode entregar sua localização a hackers

Segundo estudo, pulseiras inteligentes são os alvos mais fáceis para um possível ataque

Uma vulnerabilidade no Bluetooth pode entregar a hackers informações sobre o local de uma pessoa com algum gadget com esse tipo de conexão.

Como hoje, é muito comum carregarmos dispositivos do tipo, alguém mal intencionado e com as habilidades necessárias, pode conseguir hackear um dispositivo sem grandes dificuldades e acessar as informações.

O estudo foi feito pela Universidade de Boston, comentando o perigo de as informações serem utilizadas para perseguição e abuso. A vulnerabilidade tem relação com o modo como os dispostivos se conectam entre eles. Um dos dispositivos envia um sinal de endereço único, similar a um endereço de IP contendo informações sobre a conexão.

28/02/2019 às 18:35
Artigo

Phishing: Como um login de e-mail roubado pode comprometer um...

Os negócios estão cada vez mais interessantes para os cibercriminosos

A maioria dos aparelhos, ao receber esse sinal, geram uma versão aleatória de tempos em tempos desse sinal para proteger a privacidade. O que a Universidade descobriu através de pessquisas, é que é possível identificar essa conexão Bluetooth mesmo quando há a troca do endereço. Para que isso fosse possível, foi necessário apenas utilizar um algoritmo sniffer de código aberto.

Apesar do perigo, os pesquisadores disseram que o perigo maior é mesmo a perseguição que alguma pessoa pode sofrer, já que a vulnerabilidade não dá acesso aos arquivos pessoais da pessoas. Outro detalhe é que o sistema Android parece se proteger bem desse tipo de problema, segundo é relatado, ficando o perigo para o Windows 10 e também dispositivos iOS.

A pesquisa também relata que os mais expostos são os usuários de pulseiras inteligentes, eles alertam que as pulseiras fitness não geram sinais aleatórios de tempo em tempo automaticamente, o que faz dele um gadget muito mais simples de ser hackeado.

Sempre que desligada e ligada novamente, o hacker perderá o sinal, uma maneira simples de resolver a situação por certo tempo, já que não resolve em definitivo. Para ser corrigida, é necessário que o próprio dispositivo se proteja.

Análise: Honor Band 4 é a pulseira
inteligente que pode bater a Xiaomi Mi Band

Um dos pesquisadores da Universidade de Boston comentou que há inúmeras maneiras de ver a rota de alguém, mas que o importante é saber o máximo delas para evitar problemas caso você precise.

Via: Engadget Fonte: Universidade de Boston
Sistema de transporte Air Drones promete diminuir em até 25% emissões de CO2

Sistema de transporte Air Drones promete diminuir em até 25% emissões de CO2

Indra criou software de gestão de tráfego aéreo não tripulado em baixas altitudes


Golpe que clona contas de WhatsApp já atingiu cerca de 8,5 milhões de brasileiros

Golpe que clona contas de WhatsApp já atingiu cerca de 8,5 milhões de brasileiros

Os danos vão desde vazamento de conversas privadas até pedidos de depósitos bancários


Xiaomi já está trabalhando na Mi Band 5, revela fabricante da smartband

Xiaomi já está trabalhando na Mi Band 5, revela fabricante da smartband

Huami, que cuida da produção da pulseira inteligente, confirmou a próxima geração do produto


Xiaomi adiciona autenticação de dois fatores para contas Mi

Xiaomi adiciona autenticação de dois fatores para contas Mi

Opção de maior segurança estará disponível após um update para a MIUI10


Nova vulnerabilidade do Bluetooth, Knob Attack, deixa dispositivos abertos à ataques

Nova vulnerabilidade do Bluetooth, Knob Attack, deixa dispositivos abertos à ataques

Esse bug permite que hackers encurtem o código de criptografia e invadam os dispositivos