Intel: processadores com litografia de 7nm apenas em 2021
Créditos: Intel Newsroom

Intel: processadores com litografia de 7nm apenas em 2021

O CEO da empresa, Bob Swan, apresentou no Intel 2019 Investors Day a proposta da empresa para os próximos anos

O CEO da Intel, Bob Swan, anunciou durante o evento Intel 2019 Investors Day, que a empresa irá disponibilizar CPUs de 7nm em 2021. Foi divulgado um gráfico que explica o motivo pelo qual a tecnologia está sendo desenvolvida de forma tão lenta, se comparada a uma das principais concorrentes: a AMD.

10/07/2019 às 17:03
Notícia

CPUs Intel Comet Lake seriam feitas em 14 nm e trariam até 10...

Vazamento mostrou os possíveis 13 modelos que devem ser lançados pela empresa

O CEO da empresa explicou para os investidores quais foram as estratégias usadas e admitiu que não foi a melhor possível. Disse também que a empresa acredita que irá voltar a seguir a lei de Moore, que afirma que a capacidade de processamento deve dobrar a cada dois anos, o que não está acontecendo com os últimos lançamentos.

"Como os processadores de 10nm serão lançados apenas esse ano, os chips de 7nm serão lançados daqui dois anos e será em uma escala de 2.0x, de volta à curva da Lei de Moore" - Bob Swan, CEO da Intel

Swan afirma que a Intel também quer implementar mudanças para melhorar o desempenho de seus processadores, com uma fabricação menor. Apesar da empresa estar desenvolvendo para alcançar a tecnologia de 7nm, durante a exposição da proposta foi enfatizado que não é possível comparar a tecnologia separadamente, de forma única. Isso quer dizer que a empresa afirma que a sua tecnologia atual de 10nm possui um desempenho muito parecido com as de 7nm que estão sendo usados nas CPUs e GPUs da AMD.

AMD ultrapassa Intel em vendas e participação
de mercado de processadores na Ásia 

A Intel ainda possui a maior parte do mercado em muitos países, recentemente está começando a ser alcançada pela AMD em algumas regiões, como por exemplo na Ásia, onde a Intel perdeu o protagonismo e já está com menos vendas que sua concorrente. Isso se deve muito ao fato de que a empresa não emplacou no desenvolvimento da tecnologia de 7nm enquanto a AMD está com os processadores no mercado.

Adiar a tecnologia para mais dois anos pode fazer com que o cenário que está sendo visto na Ásia cresça para outras regiões e a Intel acabe perdendo o protagonismo que tem no mercado atualmente.

Via: Guru3D, PC Gamer
User img

Ana Luiza Pedroso

Qualcomm comenta chegada de suas novas plataformas 5G

Qualcomm comenta chegada de suas novas plataformas 5G

As novidades foram reveladas durante o evento Snapdragon Tech Summit 2019, que acontece no Havaí


Qualcomm Snapdragon 865 trará suporte a câmeras de até 200 megapixels

Qualcomm Snapdragon 865 trará suporte a câmeras de até 200 megapixels

Além disso, o novo SoC top de linha da empresa também trará suporte a gravações de vídeos em até 8K a 30 FPS


Mercado de TI da América Latina deve ter aumento de 4,8% em 2020

Mercado de TI da América Latina deve ter aumento de 4,8% em 2020

Segundo a IDC, os investimentos do Brasil no setor chegarão a US$48 bilhões no próximo ano


Intel finaliza a venda de sua divisão de modems para a Apple

Intel finaliza a venda de sua divisão de modems para a Apple

Divisão de modems para smartphones foi vendida para a Apple por US$ 1 bilhão


Samsung deverá produzir os próximos CPUs da Intel de 14 nm e 10 nm

Samsung deverá produzir os próximos CPUs da Intel de 14 nm e 10 nm

Imprecisa é a palavra que a Intel utilizou para desmentir o 'boato'