Índia adia missão para a Lua uma hora antes do lançamento
Créditos: Times of India

Índia adia missão para a Lua uma hora antes do lançamento

Problema técnico fez país cancelar lançamento de carro lunar

A Índia estava prestes a se tornar o quarto país a pousar com uma missão na Lua, na madrugada de domingo para segunda-feira, mas acabou adiando seus planos por causa de um problema técnico. Segundo informações da agência de notícias AFP, a Agência Espacial Indiana (ISRO) cancelou a expedição cerca de uma hora antes do horário previsto para o início do lançamento - cinquenta e seis minutos e 24 segundos, para ser mais preciso.

A missão da ISRO se chama Chandrayaan-2, veículo lunar em hindi, e seria lançada de uma base no sudeste do país, em Sriharikota. Após o adiamento, porém, a agência não forneceu uma nova data para seu lançamento. "Como medida de precaução, o lançamento da Chandrayaa-n2 foi cancelado por hoje. A nova data de lançamento será anunciada em breve", disse a instituição.


Imagem: AFP/Reprodução

Segundo Ravi Gupta, ex-cientista da agência militar ‘Defence Research and Development Organisation’ (DRDO, a tendência é que a operação seja realizada em breve, caso os problemas encontrados na primeira tentativa não sejam tão graves.

“Acredito que se o (novo) lançamento não acontecer nas próximas 48 horas, pode ser adiado por vários meses até que tenhamos uma janela de lançamento oportuna”
-  Ravi Gupta, ex-cientista da agência militar ‘Defence Research and Development Organisation’ (DRDO).

Os especialistas indianos também não deram muitas informações sobre o problema que acarretou no adiamento da missão. De acordo com a AFP, o cancelamento ocorreu após o abastecimento do foguete GSLV-MkIII, o mais potente do país, com hidrogênio líquido.

A missão pretendia levar um rover lunar de 27 quilos para explorar o sul da Lua em busca de resquícios de água e outros sinais dos primórdios do sistema solar. Os planos eram lançar o veículo robótico nesta semana para a tecnologia pousar no satélite natural da Terra em 6 de setembro.

Até agora, o projeto custou cerca de US$ 140 milhões, aponta a AFP, e é a segunda missão lunar da Índia. No passado, o país já colocou um satélite para orbitar a Lua, mas ainda não pousou no corpo celeste. Antes de 2023, os planos da ISRO também incluem enviar três astronautas ao espaço.

Via: Isto É/AFP
Mancha vermelha de Júpiter é um furacão de centenas de anos, que está encolhendo

Mancha vermelha de Júpiter é um furacão de centenas de anos, que está encolhendo

Imensa mancha do tamanho da Terra apareceu com grande destaque em foto recente


NASA está na parte mais complexa da construção do foguete para a missão Ártemis

NASA está na parte mais complexa da construção do foguete para a missão Ártemis

A construção do núcleo do foguete vai instalar os tanques de propelente e os motores RS-25


NASA divulga foto de Júpiter feita pelo satélite Hubble e é a melhor já captada na história

NASA divulga foto de Júpiter feita pelo satélite Hubble e é a melhor já captada na história

A imagem revela mais detalhes sobre a atmosfera do maior planeta do sistema solar


NASA terá apoio de SpaceX, Blue Origin e mais 11 empresas para ida a Lua e Marte

NASA terá apoio de SpaceX, Blue Origin e mais 11 empresas para ida a Lua e Marte

Lockheed Martin, Blue Origin e Space X são umas das principais empresas selecionadas


Brasileiros descobrem maior asteroide de 2019 a passar relativamente perto da Terra

Brasileiros descobrem maior asteroide de 2019 a passar relativamente perto da Terra

Batizado de Asteroid 2019 OK, corpo celeste mede entre 50 e 130 metros