Nota fiscal eletrônica economizou mais de 88 bilhões de folhas de papel nos últimos 13 anos

Nota fiscal eletrônica economizou mais de 88 bilhões de folhas de papel nos últimos 13 anos

A NF-e, como é conhecida, revolucionou os processos burocráticos, já que antes era tudo feito no papel e caneta

A evolução tecnológica permitiu mudanças em diversas áreas da organização da sociedade, das mais simples até as mais complexas. Algo que revolucionou parte da burocracia existente no comércio foi a Nota Fiscal Eletrônica, segundo dados do site nfe.fazenda, em 13 anos, a economia de papel foi de aproximadamente 88 bilhões.

Dessa forma, além de agilizar processos, também foi possível ver um impacto positivo no meio ambiente. Nesse mesmo período foram emitidas mais de 22 bilhões de notas, já que o documento requer, em média, de quatro vias. Antes, toda nota emitida precisava ser feita em talões, os dados eram preenchidos utilizando papel e caneta. 

06/06/2019 às 17:48
Notícia

Google funciona com energia 100% renovável pelo segundo ano c...

Empresa é uma das líderes no movimento de transição para energia limpa na indústria

A NF-e também é responsável por um corte significativo em gastos, já que não há a necessidade de comprar material para emitir as notas, liberando espaço na empresa. Além disso, o custo com pessoal também é menor.

E sobre as 88 bilhões de folhas que seriam utilizadas caso a NF-e não estivesse em pleno funcionamento, há alguns pontos que precisam ser mencionados. O papel, apesar de ser biodegradável e renovável, demanda recursos do meio ambiente, cada folha que deixa de ser utilizada poupa 10 litros de água, que seriam utilizados para a sua produção. Esses são dados do Water Footprint Network (WFN).

A Nota Fiscal Eletrônica é um documento de cunho fiscal, ela serve para declarar bens de uma empresa, regulariza e registra o processo de compra de qualquer tipo de produto ou bem da empresa para a um cliente.

Em suma, é essencial para manter um negócio dentro da legalidade, trazendo informações de onde o produto foi comprado e carregando informações como número de série, valor e marca. Muitas pessoas já estão familiarizadas com a NF-e, isso porque ela dá uma garantia ao consumidor final.

O problema da China com as bicicletas compartilhadas

A NF-e foi criada em 2008 para, além de dar mais agilidade, dar melhor controle fiscal ao governo. E não emitir nota fiscal como empresa traz penalidades severas, sendo uma prática reconhecida como sonegação fiscal. A penalidade pode variar, sendo de reclusão de 2 a 5 anos além da multa, que pode ser de até 225%, conforme o artigo 1º da Lei 8.137/1990 e artigo 44 da Lei 9.430/1996.

Fonte: Jornal Contábil

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

Kit detector do COVID-19 mostra resultado em apenas 5 minutos

Kit detector do COVID-19 mostra resultado em apenas 5 minutos

Dispositivo foi aprovado pela Food and Drug Administration dos Estados Unidos


Video mostra em 360º graus um laboratório de pesquisa contra o novo coronavírus

Video mostra em 360º graus um laboratório de pesquisa contra o novo coronavírus

Espaço na UFMG processa exames para tentar conter o aumento na demanda de hospitais públicos


Huawei lança Celia, assistente pessoal rival de Siri da Apple

Huawei lança Celia, assistente pessoal rival de Siri da Apple

Software deve chegar aos smartphones Huawei em abril


Uso do forno micro-ondas pode atrapalhar sinal do Wi-Fi na sua casa

Uso do forno micro-ondas pode atrapalhar sinal do Wi-Fi na sua casa

Pesquisa realizada pela Ofcom mostra interferência de eletrodomésticos na sua internet


Metade das empresas de pequeno porte dos EUA tem dinheiro para sobreviver 27 dias paradas

Metade das empresas de pequeno porte dos EUA tem dinheiro para sobreviver 27 dias paradas

Pesquisa de 2015 mostra como o coronavírus pode impactar a maior economia do mundo