Harmony OS aparece como mais um possível nome para o sistema operacional da Huawei
Créditos: CNET

Harmony OS aparece como mais um possível nome para o sistema operacional da Huawei

Empresa registrou o nome na Europa - sistema misterioso tem sido chamado de HongMeng OS

A Huawei está trabalhando num sistema operacional próprio, que é baseado no código do Android, mas que não tem vínculo direto com a Google. O novo sistema para smartphones ainda não tem um nome oficial, mas em vazamentos tem sido chamado de HongMeng OS. Agora, através de um registro na Europa, temos uma nova maneira de chamar a novidade: Harmony OS.

07/07/2019 às 19:31
Notícia

Fundador da Huawei diz que HongMeng OS é mais rápido que Andr...

Sistema operacional próprio da Huawei deverá estar pronto em breve e funcionar em smartphones, PCs e IoT

O nome foi registrado no velho continente por uma empresa contratada da Huawei que já fez outros registros antes. Isso não significa que este vai ser o nome oficial ou comercial do sistema, mas faz sentido que a companhia busque outras maneiras de chamar seu sistema operacional, que usem palavras mais comuns para seus clientes do ocidente. É interessante notar que o registro  do Harmony OS não menciona apenas celulares, aparecendo listado nas seguintes categorias: "sistemas operacionais para mobile, sistemas operacionais para computador e sistemas operacionais que podem ser baixados".

A Huawei se viu obrigada a trabalhar em seu próprio sistema operacional ou, quem sabe, adiantar seus planos para ele, desde que o governo norte-americano começou a pressionar suas empresas a diminuírem suas relações com companhias chinesas. A Huawei foi colocada numa lista de empresas "suspeitas" de usar suas tecnologias para espionagem a favor do governo da China, então não poderia mais se relacionar com algumas de suas parceiras dos EUA, como a Google, dona do Android.

É por isso que a gigante chinesa tem trabalhdo no seu próprio sistema, o HongMeng OS, ou Harmony OS ou o nome que acabe tendo, para não depender do Android da Google. Desde o primeiro decreto, a situação ficou um pouco menos tensa, com o governo dos EUA dando sinais de "afrouxar" suas restrições contra a Huawei, principalmente por pressão vinda das empresas locais mesmo, como a própria Google. Se a Huawei decidir usar seu sistema, isso vai representar uma perda gigantesca para a hegemonia do Android no mercado, que pode deixar de alcançar entre 700 a 800 milhões de usuários.

Fonte: GizmoChina
User img

João Gabriel Nogueira

GeForce Now, plataforma de streaming de games da Nvidia, vai chegar aos celulares Android

GeForce Now, plataforma de streaming de games da Nvidia, vai chegar aos celulares Android

A expansão vai acontecer até o final do ano e contará com aparelhos high-end da Samsung e LG


Golpe que clona contas de WhatsApp já atingiu cerca de 8,5 milhões de brasileiros

Golpe que clona contas de WhatsApp já atingiu cerca de 8,5 milhões de brasileiros

Os danos vão desde vazamento de conversas privadas até pedidos de depósitos bancários


Xiaomi Mi 9T Pro é lançado com Snapdragon 855 a partir de $399 euros

Xiaomi Mi 9T Pro é lançado com Snapdragon 855 a partir de $399 euros

O aparelho já pode ser encontrado na França, Alemanha, Espanha e Polônia


Oppo anuncia Realme 5 e 5 Pro com conjunto de quatro lentes traseiras e até 8GB de RAM

Oppo anuncia Realme 5 e 5 Pro com conjunto de quatro lentes traseiras e até 8GB de RAM

Smartphones vão estar disponíveis dia 27 de agosto e 4 de setembro por a partir de US$140


Xiaomi já está trabalhando na Mi Band 5, revela fabricante da smartband

Xiaomi já está trabalhando na Mi Band 5, revela fabricante da smartband

Huami, que cuida da produção da pulseira inteligente, confirmou a próxima geração do produto