NASA alerta que asteroide de 55 milhões de toneladas passará perto da Terra
Créditos: NASA

NASA alerta que asteroide de 55 milhões de toneladas passará perto da Terra

No caso improvável do corpo cósmico colidir com nosso planeta, impacto seria equivalente a 150.000 bombas de Hiroshima

A Agência Espacial dos Estados Unidos, NASA, anunciou que está monitorando o asteroide FT3, que pesa 55 milhões de toneladas e pode colidir com a Terra a partir de outubro este ano. De acordo com o site Express, um possível impacto do corpo cósmico com o nosso planeta poderia resultar num impacto equivalente a 150.000 bombas nucleares como aquela lançada pelos EUA sobre a cidade de Hiroshima, no Japão.

03/07/2019 às 10:50
Notícia

Estudantes do IFSC levam projeto sobre filtração de água para...

O estudo pesquisa a importância da gravidade no processo de filtração em filtros de barro

"No caso pouco provável onde um um evento particular de impacto potencial persista até que a órbita esteja relativamente bem limitada, a probabilidade de impacto e o risco associado tendem a aumentar conforme as observações são adicionadas".
Comunicado Oficial da NASA

Depois da primeira passagem do asteroide FT3 próximo da Terra, que acontecerá a partir do dia 3 de outubro de 2019, serão necessários mais 5 anos para que ele se aproxime novamente de nosso planeta. A previsão da NASA é de que isso vá acontecer próximo do dia 2 de outubro de 2024, para o corpo cósmico então passar perto da Terra novamente no dia 3 de outubro de 2025.

"Isso não é muito paradoxal: se um asteroide de fato irá passar muito próximo da Terra, então uma colisão não pode ser descartada tão cedo. A probabilidade de impacto tenderá a crescer conforme a órbita é refinada e trajetórias alternativas e seguras são eliminadas".
Comunicado Oficial da NASA

Ainda de acordo com a publicação, a primeira vez em que a NASA avistou o asteroide foi no dia 20 de março de 2007. Desde então, os cientistas norte-americanos conseguiram confirmar a órbita do FT3 com base num total de 14 observações diferentes.

"Eventualmente, a probabilidade de impacto irá cair — normalmente de maneira bastante abrupta — para zero ou, se o asteroide realmente está numa trajetória de colisão, irá crescer até que atinja 100%".
Comunicado oficial da NASA

Dentro dos próximos três meses, a chance de colisão do asteroide com a Terra é mínima, de cerca de uma em 11 milhões. Isso significa uma chance de 0,0000092% de uma catástrofe acontecer, contra 99,9999908% de probabilidade de que o FT3 não irá colidir com a Terra e tudo ficará bem.

Via: Express
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou parao PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.