Samsung é acusada de propaganda enganosa em seus Galaxy resistentes à água na Austrália
Créditos: Samsung

Samsung é acusada de propaganda enganosa em seus Galaxy resistentes à água na Austrália

Agência regulatória australiana considera que anúncios da fabricante não mostram realidade

A agência australiana de defesa ao consumidor está processando a Samsung por "propaganda enganosa" devido aos anúncios da empresa que dão a entender que é seguro usar seus smartphones Galaxy perto da água, especialmente da linha Galaxy S. Os aparelhos contam com resistência IP68 desde 2016, mas o órgão governamental afirma que as propagandas mostram situações que não são protegidas pelo certificado.

09/04/2019 às 19:46
Artigo

Entenda o que são as siglas de certificação IP67 e IP68 e se ...

O código IP se divide em dois dígitos, o primeiro indica proteção à poeira e o segundo proteção à água

Antes de mais nada é importante deixar claro que um aparelho ser resistente contra água não é o mesmo que dizer que ele é à prova d'água. Um dispositivo à prova d'água foi feito para permitir seu uso submerso, enquanto um aparelho resistente tem apenas proteção para casos de acidentes. No caso do certificado IP68, é assegurado que o aparelho pode ser submerso a até 1,5 metro de profundidade por até 30 minutos em água fresca e isso não vai impactar na vida útil de seu funcionamento.

"Água fresca" é um ponto chave da reclamação da Australian Copetition and Consumer Comission (ACCC), a agência que acusa a Samsung de propaganda enganosa. A organização afirma que avaliou aproximadamente 300 propagandas, onde os smartphones são mostrados em situações não aprovadas pela sua proteção, como na praia ou em piscinas - que têm cloro. A reclamação da ACCC se refere especificamente a dispositivos lançados desde o Galaxy S7, de 2016, que introduziu o IP68 na linha, que se mantém até hoje.

"A ACCC considera que as propagandas da Samsung enganosamente deram a entender que os celulares Galaxy poderiam ser usados em ou expostos a todos os tipos de água, incluindo no oceano e piscinas, e não seriam afetados por tais exposições à água pela vida útil do aparelho, quando este não é o caso. A Samsung mostrou os celulares Galaxy usados em situações em que eles não deveriam ser usados para atrair consumidores."
Rod Sims, diretor da ACCC

A Samsung se defende das acusações e considera que seu marketing não foi enganoso, mesmo mostrando essas situações que não são protegidas pelo IP68:

" A Samsung apoia seu marketing e propaganda da resistência contra água de seus smartphones. Nós também estamos confiantes de que oferecemos aos consumidores soluções gratuitas de uma maneira consistente com as obrigações da Samsung sob a garantia da fabricante e a lei australiana. A satisfação do consumidor é uma prioridade importante para a Samsung e estamos comprometidos a agir no melhor interesse de nossos consumidores."

Fonte: CNET
User img

João Gabriel Nogueira

Netflix começa a testar novo recurso que baixa conteúdo recomendado automaticamente

Netflix começa a testar novo recurso que baixa conteúdo recomendado automaticamente

"Downloads Para Você" pode ajudar usuários a não ficarem sem ter o que assistir


Huawei lança no Brasil serviço Huawei Assistant e plataforma Ability Gallery

Huawei lança no Brasil serviço Huawei Assistant e plataforma Ability Gallery

Novo recurso para desenvolvedores conta com 1 milhão de participantes globais


A evolução dos Snapdragon 800: conheça a plataforma topo de linha da Qualcomm! [ATUALIZADO]

A evolução dos Snapdragon 800: conheça a plataforma topo de linha da Qualcomm! [ATUALIZADO]

A linha conta com os melhores do mundo e os processadores estão nos principais aparelhos Android


Oi promete Wi-Fi grátis e

Oi promete Wi-Fi grátis e "experiência 5G" em seu estande na CCXP 2019

Operadora patrocina o evento e vai mostrar conectividade em parceria com Omelete


American Airlines lança escaneamento de passaporte por aplicativo

American Airlines lança escaneamento de passaporte por aplicativo

Nova função usa a tecnologia de chip em passaportes eletrônicos para tornar o embarque internacional mais rápido