Samsung desenvolve novo NPU que vai permitir velocidades computacionais mais rápidas
Créditos: WCCFTech

Samsung desenvolve novo NPU que vai permitir velocidades computacionais mais rápidas

A empresa diz que os resultados são 4x mais leves e 8x mais rápidos do que os algoritmos anteriores

O Instituto Avançado de Tecnologia da Samsung (SAIT) anunciou que conseguiu avançar em seu algoritmo de Inteligência Artificial (IA), leve. A nova tecnologia da Samsung NPU (unidade de processo neural) vai permitir otimização aprimorada e velocidades computacionais mais rápidas. Samsung afirma que sua tecnologia vai ser disponibilizada primeiramente aos chipsets de dispositivos móveis e posteriormente pode ser integrada aos demais dispositivos de interesse.

05/11/2018 às 17:50
Notícia

Próximo Samsung Exynos em 7nm pode vir com unidade dual-core ...

Se rumor estiver correto, NPU da Samsung pode ser uma das primeiras a serem feitas assim

Para que a IA funcione da melhor forma ela depende de algoritmos de aprendizagem profunda e os NPUs conseguem entregar um resultado de processamento de dados simultâneos. A Samsung desenvolveu um algoritmo leve de IA que pode fazer todas as funções dentro de um dispositivo, sem precisar enviar nenhum dado para a nuvem.

A SAIT diz que a nova tecnologia desenvolvida consegue entregar resultados quatro vezes mais leve e oito vezes mais rápida do que os algoritmos anteriores. Além de que ela vai abrir caminho para cálculos de alta velocidade e baixo consumo de energia.

Esses novos resultados apresentados pela empresa representam  uma melhoria significativa em relação aos dados atuais de aprendizado aprofundado de 32 bits para servidores. A solução NPU da Samsung, a Quantization1 Interval Learning (QIL),vai reorganizar os dados em grupos de 4 bits, sem comprometer a precisão do reconhecimento de dados. Como resultado, o processamento do algoritmo será muito mais rápido e mais eficiente em termos energéticos, se comparados com a tecnologia NPU atual.

O processo QIL, vai fazer com que muitos dados sejam otimizados, minimizando a quantidade de cálculos necessários. Isso vai reduzir a necessidade de mais transistores que serão usados, o que também pode reduzir os custos. Esse sistema é menos exigente em recursos de hardware e eletricidade. Isso será eficiente em tarefas mais avançadas, desde reconhecimento de imagem até impressão digital. 

As principais vantagens dessa tecnologia é a baixa dependência pela nuvem, o que também pode ajudar para baixar os custos. Outro benefício é que o desempenho, que também pode ficar mais estável.

 A Samsung planeja incorporar o novo algoritmo em seus futuros chipsets e soluções de memória e sensores. A coreana ainda não divulgou quando vai começar a incorporar a nova tecnologia. É esperado que nos próximos lançamentos já seja possível ver as novas funcionalidades.

Via: WCCFTech
User img

Ana Luiza Pedroso

Xiaomi é a marca de smartphones mais pesquisada pelos brasileiros em 2019

Xiaomi é a marca de smartphones mais pesquisada pelos brasileiros em 2019

No ranking de modelos mais procurados, a Apple foi o destaque do ano


Imagens em baixa resolução do Galaxy S11 mostram as várias câmeras traseiras

Imagens em baixa resolução do Galaxy S11 mostram as várias câmeras traseiras

As fotos são de baixíssima resolução, mas podem ter confirmado o design do celular


Samsung Galaxy S11 terá câmera de 108MP, indica rumor

Samsung Galaxy S11 terá câmera de 108MP, indica rumor

Vazamento também menciona teleobjetiva com zoom de 5x


Qualcomm comenta chegada de suas novas plataformas 5G

Qualcomm comenta chegada de suas novas plataformas 5G

As novidades foram reveladas durante o evento Snapdragon Tech Summit 2019, que acontece no Havaí


NVIDIA e Hackster lançam competição com foco em inteligência artificial e robótica

NVIDIA e Hackster lançam competição com foco em inteligência artificial e robótica

Competição dará aos participantes a chance de usar o NVIDIA Jetson Nano Developer Kit