Inep e Ministério da Educação anunciam transição para Enem digital até 2026
Créditos: Conexão Estudante

Inep e Ministério da Educação anunciam transição para Enem digital até 2026

O Projeto-piloto do Exame Nacional do Ensino médio Digital vai começar a partir de 2020

Em uma entrevista coletiva realizada nesta quarta-feira (03) para tratar das próximas mudanças na aplicação do Enem, o presidente do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), Alexandre Lopes, afirmou que o governo federal pretende deixar de aplicar a prova em papel até 2026. Dessa forma, o Enem deverá ser feito 100% digital através do uso de computadores. 

05/06/2019 às 21:21
Notícia

Hackers invadem celular do Ministro da Justiça, Sergio Moro, ...

Invasores teriam usado aplicativos e trocado mensagens por um período de seis horas

Essa reforma vai contar com um Projeto-piloto para aplicação da prova digital em 2020 e deve contar com 50 mil candidatos de 15 capitais do Brasil neste primeiro momento - equivalente a 1% dos participantes do Enem. A ideia é que o piloto comece com apenas algumas capitais e vá se expandindo a cada ano, até 2025, abrangendo outras cidades também. Durante esse período “experimental” o participante poderá escolher se que fazer a prova tradicional ou se prefere o Enem digital, com as provas de múltipla-escolha e redação totalmente feitas no computador. 

A transição digital deve ser concluída até 2026, quando o Inep estima que vai deixar de aplicar as provas em papel para serem feitas somente pelo computador. As 15 primeiras capitais a receber o Projeto-piloto em 2020 são: 

  • Belém (PA) 
  • Belo Horizonte (MG) 
  • Brasília (DF)
  • Campo Grande (MS) 
  • Cuiabá (MT)
  • Curitiba (PR) 
  • Florianópolis (SC) 
  • Goiânia (GO)
  • João Pessoa (PB)
  • Manaus (AM) 
  • Porto Alegre (RS)
  • Recife (PE)
  • Rio de Janeiro (RJ)
  • Salvador (BA)
  • São Paulo (SP)

O investimento estimado pelo Inep para a aplicação em 2020 é de R$ 20 milhões, entretanto, o valor não será usado para comprar novos dispositivos e os participantes deverão usar os computadores da própria instituição de ensino que vai aplicar a prova. 

 

27/06/2019 às 18:27
Notícia

Presidente assina decreto para formalizar Plano sobre a Inter...

A medida pretende evitar impostos e criar inovações tecnológicas em áreas de prioridade

Apesar da grande mudança para aqueles que vão realizar as provas nos próximos anos, o valor do Enem será o mesmo para a prova no papel e digital.

Outra alteração na forma tradicional de aplicação da prova será referente as datas de realização, que vão passar de dois para três dias, sendo o primeiro e segundo os dias normais da aplicação do Enem, como já acontece atualmente, dividido em dois finais de semana, e o terceiro um dia à aplicação da prova para Pessoas Privadas de Liberdade (PPL) e aos participantes que tiveram algum imprevisto no dia oficial.

O Projeto-piloto do Enem Digital está marcado para acontecer nos dias 11 e 18 de outubro de 2020, diferente da prova tradicional que será nos dias 1 e 8 de novembro, com a reaplicação de ambos somente em dezembro. 

Em caso de problemas logísticos na aplicação digital, o participante poderá participar da reaplicação.

O processo de segurança será feito totalmente pelo Inep, que acredita que as maiores tentativas de fraude poderiam ser feitas na aplicação da nota, que já acontece de modo digital, e não na realização do Enem em computadores. Isso dá a entender que o Ministério da Educação está ciente dos riscos e está trabalhando em formas de impedir que fraudes venham ocorrer. 

"O Brasil tem tecnologia para isso [para garantir a segurança], o sistema bancário é todo eletrônico e não existe fraude no sistema eletrônico. É importante ter em mente que hoje só parte da aplicação é analógica, depois tudo volta para o computador.”
Abraham Weintraub, Ministro da Educação

O Enem deste ano será feito de forma tradicional, no papel, e acontece nos dias 3 e 10 de novembro. Para mais informações sobre as mudanças da prova, acesse seu site neste link aqui.

Via: Folha de S. Paulo, G1 Fonte: MEC
User img

Lucas Alvaro

Jair Bolsonaro afirma que em seu governo os Correios vão ser privatizados

Jair Bolsonaro afirma que em seu governo os Correios vão ser privatizados

O presidente se pronunciou durante discurso de abertura no 29º Congresso Expofenabrave


China desvaloriza a sua moeda e faz com que o mercado de ações tenha o pior dia do ano

China desvaloriza a sua moeda e faz com que o mercado de ações tenha o pior dia do ano

A ação foi uma "resposta" a medida dos EUA que aumenta os impostos para importação de produtos chineses


Correios entrarão em greve por tempo indeterminado a partir de hoje, dia 31

Correios entrarão em greve por tempo indeterminado a partir de hoje, dia 31

A paralisação será resultado da falta de ajuste salarial e da "retirada de direitos históricos"


Donald Trump concorda que empresas dos EUA retomem relações comerciais com a Huawei

Donald Trump concorda que empresas dos EUA retomem relações comerciais com a Huawei

As licenças de comércio vão poder ser emitidas onde não há ameaça à segurança nacional