SpaceX perde contato com três dos 60 satélites da Starlink
Créditos: Starlink

SpaceX perde contato com três dos 60 satélites da Starlink

Expectativa é que os dispositivos sejam destruídos na atmosfera da Terra

Controlar uma frota de satélites no espaço não é uma tarefa fácil, e a SpaceX revelou que já perdeu o contato com alguns dos seus 60 dispositivos enviados para as estrelas em março. Em um comunicado, a companhia de Elon Musk revelou que 3 dispositivos que antes estavam funcionando normalmente agora estão incomunicáveis.

Além dos três satélites que já estão desconectados, a SpaceX também vai perder mais dois produtos, que serão retirados propositalmente de órbita para testar o processo de descontinuação dos dispositivos. Quando um dos satélites não trabalha como desejado, a tendência é que o corpo siga a gravidade da Terra, entre na atmosfera e seja totalmente desintegrado.


Imagem: Starlink/Divulgação

O objetivo da fabricante é garantir que os satélites quebrados não gerem tanto lixo espacial, o que pode ser um grande problema para as empresas que pretendem investir em viagens interplanetárias, incluindo a própria SpaceX. Levando em conta que os planos da firma incluem lançar até 12 mil satélites, ter um plano funcional para eliminar produtos defeituosos é essencial para evitar preocupações dos interessados no setor espacial. 

25/04/2019 às 14:41
Artigo

Além da Tesla: Conheça as outras empresas de Elon Musk

Bilionário excêntrico diz passar 90% de seu tempo trabalhando na SpaceX e Tesla

Stijn Lemmens, cientista da Agência Espacial Europeia, comentou sobre o assunto ao The Sun e explicou como, em uma situação extrema, a iniciativa da SpaceX pode acabar gerando uma grande quantidade de lixo. "O pior cenário é: você lança todos os seus satélites, vai à falência, e todos ficam lá", comenta o especialista. "Com isso você tem centenas de novos satélites sem planos de tirá-los de lá".

Apesar de parecer algo meio apocalíptico, é importante lembrar que operações espaciais costumam ser caras e perigosas, o que coloca grande atenção na operação da SpaceX. Ainda assim, a firma garante que está preparada para lidar com o lixo espacial que será gerado pelos satélites da Starlink.

Via: The Verge, The Sun
User img

Mateus Mognon

Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

Disney+ alcança mais de 50 milhões de assinantes em apenas 5 meses

Disney+ alcança mais de 50 milhões de assinantes em apenas 5 meses

A Índia representa quase 20% dos usuários pagantes da plataforma


Intel se compromete a investir US$ 50 milhões para combater a Covid-19

Intel se compromete a investir US$ 50 milhões para combater a Covid-19

Empresa buscará acelerar pesquisas científicas e facilitar acesso de tecnologias a pacientes


Windows 10 roda com apenas 192MB de RAM em teste feito por adolescente

Windows 10 roda com apenas 192MB de RAM em teste feito por adolescente

Microsoft recomenda 1GB de memória RAM para a versão 32-bits


Samsung registra design de celular com tela curva

Samsung registra design de celular com tela curva

Patente foi publicada neste mês e recebeu renders não oficiais recentemente


Superlua Rosa vai poder ser vista de qualquer lugar do Brasil hoje

Superlua Rosa vai poder ser vista de qualquer lugar do Brasil hoje

O fenômeno desse ano será a maior Superlua de 2020