Walkman completa 40 anos
Créditos: The Verge

Walkman completa 40 anos

Gadget se tornou um marco cultural e mudou a forma como nos relacionamos com a música

Em 1º de julho de 1979 chega às prateleiras um daqueles produtos que definiriam época e se tornariam um marco cultural. Assim como o iPad não foi o primeiro tablet, nem o Windows foi o primeiro sistema operacional com interface gráfica, o Walkman não foi o primeiro tocador de música individual, mas foi de longe o mais bem sucedido deles.

O Walkman foi importante na transformação do consumo de música em uma atividade ao ar livre e individual

O player de música portátil Walkman foi fabricado pela Sony e ultrapassou as 200 milhões de unidades fabricadas. Seu grande impacto foi tornar o consumo de música em uma atividade individual e no deslocamento, substituindo os antigo tocadores com caixas de som tomando todo um ambiente e fixos em um local. O Wakman também popularizando as fitas cassetes no lugar dos LPs. 

Seu baixo custo e praticidade de uso foram os fatores cruciais para o seu sucesso

Para a Sony foi um marco importante, já que a empresa vinha do fracassado formato Betamax e precisava emplacar um sucesso. Apesar das vendas iniciais modestas, a empresa seguiu uma estratégia de mandar seus executivos para as ruas mostrar o aparelho.

O sucesso estrondoso da linha fez com que Walkman se tornesse sinônimo de tocador de música, algo que foi consagrado com a incorporação do termo "walkman" pelo dicionário de Oxford. Com o passar dos anos ele receberia melhorias, como a incorporação de CDs em modelos como o Discman. O declínio do tocador de músicas da Sony só chegaria em 2001 com a acensão das mídias digitais e a internet, que mudariam completamente o modo de consumir músicas e outros conteúdos culturais, com o iPod, o iTunes e programas como o Napster sendo os principais marcos dessa nova era.

Na era dos celulares, o Walkman seria usado como marca em alguns modelos da empresa,, como o Sony Ericsson W300 Walkman Fliper, e depois nos smartphones com inclusive a existência de apps como o Walkman, porém a plataforma seria descontinuada e substituído por aplicativos como o Spotify nos eletrônicos da Sony.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

Spotify vai parar de exibir propagandas políticas em 2020

Spotify vai parar de exibir propagandas políticas em 2020

Decisão serve para um futuro a curto prazo, mas companhia não sabe quando voltará a veicular tais comerciais