Drone dos EUA que foi abatido pelo Irã custou 220 milhões de dólares
Créditos: Reprodução/CNN

Drone dos EUA que foi abatido pelo Irã custou 220 milhões de dólares

Os Estados Unidos são acusados de invadir o território iraniano sem permissão

Faz quase uma semana, no dia 20, que o drone Global Hawk foi abatido no Estreito de Ormuz, sul do Irã. E parece que a crise política só vai piorar: o Irã, nesta sexta-feira, dia 28, denunciou oficialmente os Estados Unidos no Conselho de Segurança da ONU pela invasão de seu espaço aéreo; Washington alega que o aparelho não ultrapassou os limites das águas internacionais. Mas, a dor de cabeça Estadunidense não será apenas geopolítica, já que VANT (veículo aéreo não tripulado) Global Hawk RQ-4A custou 220 milhões de dólares, cerca de 850 milhões de reais.

28/06/2019 às 17:37
Notícia

Drone engana IA de carro projetando placas de trânsito falsas

A empresa responsável pelo sistema defende que não há falhas

Fabricado pela companhia bélica Northrop Grumman 108º lugar na lista de empresas mais ricas da Fortune 500 —, o aparelho é muito maior do que drones "normais" que você deve estar acostumado: 30 metros de envergadura. A máquina também tem um alcance de 22 mil quilômetros e um peso de decolagem de 16 toneladas, levantando até um caminhão pesado. Ele aguenta até 34 horas de voo ininterrupto e permanece em uma altura superior às viagens intercontinentais, com 18 mil metros. 

A linha de drones Global Hawks já é utilizada desde 2001, e já participou em diversas missões no Iraque, Afeganistão, norte da África e no Pacífico. Eles são desenvolvidos para captar imagens em alta resolução de grandes zonas costeiras durante o dia e à noite — tudo em tempo real.

"Este foi um ataque sem provocação em um item de vigilância que não violou o espaço aéreo Iraniano". Tenente-general da Força Aérea dos EUA, Joseph Guastella.

Os EUA enviaram diversos recursos navais para capturar os destroços do drone assim que ele foi abatido; afinal, eles não querem que a tecnologia dentro da máquina acabe nas mãos de outras nações.

De acordo com o Ministro de Relações Exteriores do Irã, Javad Sarif, as coordenadas do ponto de impacto do drone revelam que ele estava dentro do território iraniano. O mapa está disponível no tweet acima; a linha vermelha representa o território da nação, e o ponto vermelho a queda do VANT.

 

 

Via: CNN, Istoédinheiro
User img

Tadeu Mattos

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

Drones ajudam a identificar resíduos plásticos em oceanos com IA

Drones ajudam a identificar resíduos plásticos em oceanos com IA

Organização The Plastic Tide utiliza tecnologia presente no Phantom 4 da DJI para detectar e classificar tipos de lixo


DRONES - Nova legislação dos EUA pode tornar ilegal TODOS os drones atuais

DRONES - Nova legislação dos EUA pode tornar ilegal TODOS os drones atuais

O Remote ID pretende rastrear todos os drones em tempo real


Pombo drone consegue dobrar asas para se tornar mais ágil

Pombo drone consegue dobrar asas para se tornar mais ágil

PigeonBot pode dobrar, estender e mudar a forma de suas asas como os pássaros reais


Apple contrata especialista para fazer lobby por drones em Washington

Apple contrata especialista para fazer lobby por drones em Washington

Empresa usou aeronaves não tripuladas no passado para coletar dados para mapas


Mauritânia usará drones para combater gafanhotos do deserto

Mauritânia usará drones para combater gafanhotos do deserto

Gafanhoto do deserto é descrito como a praga migratória mais perigosa do mundo