Huawei apresenta novo chipset HiSilicon Kirin 810, em 7 nanômetros
Créditos: Huawei

Huawei apresenta novo chipset HiSilicon Kirin 810, em 7 nanômetros

O SoC intermediário promete um desempenho 162% melhor que a geração anterior

Apesar de todos os contrapontos envolvendo a guerra comercial entre Estados Unidos e China que resultou em um decreto americano que proíbe as negociações de empresas estadunidenses com a fabricante Huawei, a empresa chinesa se mostra empenhada na criação de novas tecnologias de devem compor seus próximos lançamentos de smartphones em breve.

O anúncio mais recente da empresa é o seu novo chipset intermediário HiSilicon Kirin 810, que vai fazer sua estréia nos novos smartphones Huawei Nova 5, três dispositivos que vão chegar ao mercado no dia 28 de junho. O Kirin 810 é o primeiro SoC do segmento mediano fabricado no processo de 7nm, assim como o atual topo de linha da Huawei, Kirin 980, promete um desempenho bastante alto, com uma CPU (processador) octa-core com dois núcleos ARM Cortex-A76 com clock de 2,27Ghz e uma GPU (processamento gráfico) Mali-G52 MP6, que promete um desempenho 162% superior a última geração de SoCs, Kirin 710.

19/06/2019 às 08:27
Notícia

Intel, Qualcomm e mais fabricantes apoiam fim do banimento da...

Empresas se reuniram com o governo dos Estados Unidos para discutir o assunto

O novo chipset conta com a unidade de processamento neural (NPU)  baseada na arquitetura Da Vinci, da própria Huawei. Isso significa que os processos ligados à Inteligência Artificial prometem ter um ótimo desempenho no novo Kirin 810, melhorando inclusive a velocidade de comunicação entre GPU, CPU e memória do smartphone, para garantir mais eficiência e estabilidade de desempenho mesmo depois de longos períodos de uso. O sistema de IA também deverá ser capaz de prever sobrecarga dos componentes gráficos para ajustar as frequências, taxas de quadros e até mesmo a sensibilidade da tela do dispositivo.

A Huawei promete que o Kirin 810 será um concorrente de peso para o Snapdragon 730, da Qualcomm, segundo a empresa, o desempenho de núcleo único do novo SoC é 11% melhor. Já no desempenho geral esse número sobe para 13%; o suficiente para superar o Adreno 618 no quesito taxa de quadros, com a margem 44% mais alta. O resultado também se destaca em tarefas relacionadas a Inteligência Artificial, onde a fabricante garante que seu novo chipset supera o Snapdragon 855 e o MediaTek Helio P90.

Além do novo Huawei Nova 5, o novo SoC vai ser implementado no próximo Honor 9X Pro, que pode ser anunciado ainda este mês. 

Via: GSMArena, Leak PT
User img

Lucas Alvaro

Xiaomi Redmi 8 tem suas especificações vazadas pela TENAA

Xiaomi Redmi 8 tem suas especificações vazadas pela TENAA

Com um conjunto duplo de câmeras e 5000 mAh de bateria, aparelho deverá ser lançado no mercado no fim desse ano


Resumo Conectado: Roupa VR, drones entregadores em Campinas e rumores do Moto G8

Resumo Conectado: Roupa VR, drones entregadores em Campinas e rumores do Moto G8

Rumores do Galaxy A91 com 108MP e atualização do Windows também são destaques!


Motorola anuncia One Action, smartphone com câmera exclusiva para vídeos de ação

Motorola anuncia One Action, smartphone com câmera exclusiva para vídeos de ação

O dispositivo possui a mesma proposta de câmeras GoPro e dedica a terceira lente para isso


Huawei traz Watch GT Active ao Brasil pelo preço sugerido de R$ 1.499,00

Huawei traz Watch GT Active ao Brasil pelo preço sugerido de R$ 1.499,00

Smartwatch promete autonomia de até duas semanas e funções de monitoramento


Adobe Lightroom Classic e Camera Raw agora suportam aceleração por GPU

Adobe Lightroom Classic e Camera Raw agora suportam aceleração por GPU

Funcionalidade é uma das melhorias presentes na atualização de agosto