Governo Federal se prepara para revogar uso obrigatório da tomada de 3 pinos
Créditos: Wikipedia

Governo Federal se prepara para revogar uso obrigatório da tomada de 3 pinos

Formato de plugue é único no mundo e foi implementado em 2011

Equipes do Governo Federal estariam preparando uma norma para revogar a obrigação de utilizar o atual modelo de tomada brasileira de 3 pinos, que se tornou padrão no país desde 2011. De acordo com o secretário especial de Produtividade e Competitividade, Carlos Alexandre Costa, os critérios para o projeto envolvem razões de segurança, concorrência e produtividade.

20/06/2018 às 20:15
Vídeo

Testamos o DJI Osmo Mobile 2, confira nossas impressões em um...

No fim do vídeo nós também mostramos algumas imagens capturadas utilizando ele

No entanto, essa proposta está enfrentando forte resistência dos técnicos do Inmetro. Segundo o site Valor, o próprio secretário Costa pediu à presidente da autarquia, Ângela Flores Furtado, uma manifestação oficial do Inmetro sobre o assunto. Servidores da organização então realizaram uma análise de impacto, que recomendou que não se faça mais uma troca de plugues no país.

Ainda segundo a publicação, a apresentação desse relatório técnico fez com que Ângela recebesse uma bronca do secretário de Produtividade e Competitividade. Logo após isso, ela assinou uma nota onde avalia ser viável disponibilizar outro padrão de tomada no Brasil. Mesmo assim, a presidente do Inmetro ratificou a segurança do atual padrão brasileiro na nota técnica.


Fonte: Vai Com Tudo

"Hoje existem no mundo 110 diferentes configurações de padrões adotados. Flexibilizar a adoção de outro padrão de tomada preferido pelo consumidor, de acordo com a melhor aderência aos plugues de seus equipamentos eletroeletrônicos, pode ser considerado"
- Nota técnica emitida pelo Inmetro

Entre as principais dificuldades para a mudança no padrão de tomadas está a necessidade de reunir o Conmetro, um colegiado composto por nove ministros. Mesmo assim, Costa defende que a medida vale à pena pois a troca resultaria num aumento na produtividade. Segundo, ele as regras atuais dificultam a entrada de equipamentos elétricos importados no Brasil. Além disso, ela também faria com que os custos de adaptação sejam maiores. 

"Não existem divergências entre área técnica, a presidente do Inmetro e o secretário Carlos da Costa. Ao contrário, existe um debate salutar, envolvendo outras secretarias de governo, sobre a hipótese de flexibilização, tais como: análise técnica, impacto sobre setor industrial e comercial, impacto na percepção do consumidor, bem como custo/benefício".
Assessoria de Ângela Flores Furtado, presidente do Inmetro

Via: Valor
China consegue desenvolver a primeira planta no lado escuro da Lua

China consegue desenvolver a primeira planta no lado escuro da Lua

O broto sobreviveu apenas duas semanas devido às baixas temperaturas


Le Creuset apresenta panelas de ferro de Star Wars por até US$ 900

Le Creuset apresenta panelas de ferro de Star Wars por até US$ 900

Nova linha inclui modelos criativos como um que lembra Han Solo preso em Carbonita


Disney proíbe seus canais de TV de aceitarem propagandas da Netflix

Disney proíbe seus canais de TV de aceitarem propagandas da Netflix

Empresa se prepara para entrar no mercado de streaming com o serviço Disney+


Synology anuncia ampliação de sua presença no mercado brasileiro com tecnologia NAS

Synology anuncia ampliação de sua presença no mercado brasileiro com tecnologia NAS

Empresa teve crescimento de 90% no Brasil, comparado a 20% no mercado mundial


WEG em parceria com FuelTech vai converter motores de combustão em motores elétricos

WEG em parceria com FuelTech vai converter motores de combustão em motores elétricos

Kits com diferentes potências serão vendidos ao consumidor