Huawei registra sistema operacional
Créditos: Reprodução/ A4-Nieuws

Huawei registra sistema operacional "HongMeng" em nove países

O novo SO é uma alternativa ao Android, caso a empresa não consiga mais acessar softwares estadunidenses

Depois da ordem executiva Americana, parece que a Huawei está agilizando o desenvolvimento do seu sistema operacional (SO) "Hongmeng", caso não consiga mais ter acesso aos softwares estadunidenses. Nesta semana, a companhia pediu o registro da marca em nove países e na Europa, de acordo com a Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI). A empresa começou a "marcar território" em agosto de 2018, quando pediu o registro na China; mas, a empresa não tinha intenções de lançar o sistema, sendo apenas um estepe, então parece que teremos a revelação completa de Hongmeng em breve.

A ordem de Trump criou uma lista de empresas americanas, como a Google, que não irão mais trabalhar com certas companhias chinesas. A decisão afetou diretamente as vendas internacionais da Huawei e, teoricamente, impede o acesso ao Android nos smartphones dela. Ainda é impossível prever o prejuízo financeiro a curto prazo; mas, o Departamento de Marketing e Vendas da Huawei prevê uma queda entre 40 e 60 milhões de vendas de smartphones neste ano. 

20/05/2019 às 09:02
Notícia

Futuro da Huawei no ocidente é incerto após duro golpe do gov...

Google, Qualcomm, Intel, Broadcom e outras encerram negócios com a empresa

 

A presença internacional do último lançamento, Honor 20, também é incerta; o smartphone lançará no dia 21 de junho no mercado europeu; porém, os executivos da Huawei permanecerão atentos para talvez cortar as exportações do celular, caso as vendas sejam muito baixas. Apesar do "banimento" da Huawei, a Google afirmou que o Honor 20 terá acesso ao Android.

20/05/2019 às 10:23
Notícia

O que acontece agora com os celulares da Huawei? E como fica ...

Explicamos como a ordem executiva pode afetar os aparelhos

Para compensar, o site Bloomberg afirmou que a gigante chinesa pretende tomar cerca de 50% de todo o mercado de smartphones na China, já que sua rival menor, a ZTE, também sofreu grandes impactos com as decisões de Trump. O Departamento de Comércio americano garantiu, no dia 28 de maio, uma licença temporária às empresas chinesas para ainda comprar produtos e serviços americanos durante três meses — a permissão acaba no dia 19 de agosto.

Já no Brasil, a Huawei informou em uma nota oficial:

 

Todos os smartphones existentes do portfólio Huawei, ou seja, aqueles que já foram vendidos e aqueles que estão atualmente à venda e em estoque, podem ser usados normalmente e não serão afetados. Além disso, esses dispositivos podem continuar a usar e atualizar serviços do Google, como o Google Play, o Gmail, etc. Da mesma forma, esses produtos continuarão recebendo atualizações dos patches de segurança do Google e poderão atualizar, sem nenhum problema, todos os aplicativos disponíveis no Google Play, incluindo todos os aplicativos de terceiros.

 

Você pode acompanhar todas as novidades sobre o futuro da Huawei, e a disputa financeira entre os países aqui no Mundo Conectado.

Via: Reuters
User img

Tadeu Mattos

Mesmo com problemas, Huawei vai chegar perto da Samsung na vendas de celulares

Mesmo com problemas, Huawei vai chegar perto da Samsung na vendas de celulares

Companhia chinesa permanece em segundo lugar no mercado de smartphones


Vazamento no twitter aponta que o Huawei P40 Lite é, na verdade, o Nova 6 SE

Vazamento no twitter aponta que o Huawei P40 Lite é, na verdade, o Nova 6 SE

O P40 Lite poderá ser lançado sem os serviços da Google, se o embargo se manter


Huawei P40 Pro pode vir com bateria de grafeno de 5.500 mAh

Huawei P40 Pro pode vir com bateria de grafeno de 5.500 mAh

Aparelho pode vir com bateria de alta capacidade e suporte para recarga rápida de 50W


China ordena substituição de PCs e softwares estrangeiros usados no país

China ordena substituição de PCs e softwares estrangeiros usados no país

Medida afeta PCs e softwares estrangeiros usados em escritórios governamentais e instituições públicas


Xiaomi é a marca de smartphones mais pesquisada pelos brasileiros em 2019

Xiaomi é a marca de smartphones mais pesquisada pelos brasileiros em 2019

No ranking de modelos mais procurados, a Apple foi o destaque do ano