Investidor sugere que Sony venda suas companhias de semicondutores
Créditos: Nikkei Asian Review

Investidor sugere que Sony venda suas companhias de semicondutores

CEO da Third Point, Daniel Loeb, afirmou que a Sony é "uma grande empresa desvalorizada"

O investidor e CEO da consultora americana Third Point, Daniel Loeb, divulgou uma carta em que diz que a Sony é "uma das empresas de grande porte mais desvalorizadas do mundo atualmente”. Essa declaração foi feita à outros acionistas, mas tinha como principal objetivo dar uma provocada na forma que a gigante japonesa atua no mercado.

Apesar de ter uma participação bem grande em setores multimídia como músicas, filmes, consoles e games, no caso do Playstation, a Sony teve um crescimento expressivo no mercado de semicondutores nos últimos anos, se tornando a maior fabricante de chips de sensores de imagem usados em smartphones atualmente. Porém, Loeb, um investidor que já “injetou” US$ 1,5 bilhão na Sony, acredita a empresa só terá uma uma expansão em seus lucros futuros quando se desvincular do segmento de semicondutores e chips. 

11/06/2019 às 18:56
Notícia

Sony pode estar trabalhando em um Xperia com 6 câmeras, indic...

A corrida em busca do celular com mais câmeras pode ganhar mais um concorrente

O plano é que a Sony venda suas ações de semicondutores para poder se dedicar a investimentos em seus negócios multimídia, apresentando novos serviços de streaming e de jogos. Dessa forma, além de aumentar seus lucros com vendas de ações, a empresa também poderia retomar sua subsidiária de tecnologia por até US$ 35 bilhões em 5 anos. Ou seja, Loeb acredita que a venda do segmento de semicondutores pode trazer benefícios a curto e longo prazo para a Sony.

Apesar do setor de semicondutores atualmente ser responsável por 16% do lucro da Sony - equivalente a US$ 8 bilhões - alguns analistas estimam que 90% da sua receita de chips venha de smartphones e, por conta da atual guerra comercial entre os Estados Unidos e China, a empresa deverá registrar uma redução de até 45% em seu lucro operacional. Um dos motivos é porque uma das suas principais parceiras é a Huawei, que está proibida de atuar no mercado americano. 

Por outro lado o presidente e CEO da Sony, Kenichiro Yoshida, acredita que o aumento no número da venda de câmeras para smartphones e a futura demanda por sensores de imagem para carros autônomos compensam os investimentos atuais em sua área de semicondutores, defendendo que sua venda poderia ser ruim para os negócios futuros.

A venda do segmento de semicondutores pode trazer benefícios a curto e longo prazo para a Sony

De qualquer forma, mesmo que a declaração de Loeb não dê certeza de uma melhora de mercado para a empresa, a divulgação da carta foi suficiente para que as ações da Sony subissem 3% na Bolsa de Valores de Nova York e 4% na Nikkei, do Japão. Isso pode acabar resultando numa pressão dos acionistas na Sony e, quem sabe, até em uma futura venda da sua atuação no segmento de semicondutores.

Via: Reuters, Deadline
User img

Lucas Alvaro

Estudo: clientes confiam menos em influencers quando há mais variantes do mesmo produto

Estudo: clientes confiam menos em influencers quando há mais variantes do mesmo produto

Estudo recomenda que empresas não exagerem na quantidade de versões de um mesmo dispositivo


Telefone ultra-resistente Blackview BV9800 Pro tem 3 câmeras, sendo uma térmica da FLIR!

Telefone ultra-resistente Blackview BV9800 Pro tem 3 câmeras, sendo uma térmica da FLIR!

Os dois modelos da linha já estão disponíveis no Kickstarter com "presentes" adicionais


Desmonte do ROG Phone II mostra que saída de ar traseira não tem muita utilidade

Desmonte do ROG Phone II mostra que saída de ar traseira não tem muita utilidade

Teardown mais famoso da internet revela que peça está ali principalmente pelo visual


Nvidia lidera mercado de chips edge AI, mas concorrência se intensifica

Nvidia lidera mercado de chips edge AI, mas concorrência se intensifica

Relatório da ABI Research traz novos insights sobre hardware para inteligência artificial


OnePlus 7 e 7 Pro recebem atualização OxygenOS 10.0.1 baseada no Android 10

OnePlus 7 e 7 Pro recebem atualização OxygenOS 10.0.1 baseada no Android 10

Lançamento da atualização tinha sido interrompido por problemas de bugs