Xiaomi por R$ 180 e iPhone por R$ 350 são destaques de leilão da Receita Federal
Créditos: Receita Federal

Xiaomi por R$ 180 e iPhone por R$ 350 são destaques de leilão da Receita Federal

São 122 lotes, incluindo consoles como Nintendo Switch e PS4, carros usados e bicicletas

A Receita Federal anunciou a realização de mais um novo leilão online de produtos que foram apreendidos, com destaque para smartphones de marcas conhecidas como Xiaomi e Apple partindo de valores como R$ 180 e R$ 350, respectivamente. No total, são 122 lotes confiscados em portos das cidades de Belém-PA e Manaus-AM.

12/06/2019 às 15:41
Notícia

Xiaomi anuncia dois novos smart speakers Xiao Ai na China por...

Aparelhos chegam com preços bem competitivos e assistente digital Xiao Ai

Na lista de produtos a serem arrematados você pode encontrar um Xiaomi Mi 8 Lite com 128GB de espaço interno para armazenamento. Ele está no lote 113 e parte de R$ 180. No lote 116, por sua vez, encontra-se o Xiaomi Mi A2 por R$ 250 como lance mínimo.

Site oficial: Leilão da Receita Federal de Junho de 2019

Vale lembrar que, se forem levados pelo preço mais baixo, os produtos estarão até 8 vezes mais baratos do que o preço cobrado por eles nas lojas normais de varejo. O Mi 8 Lite, por exemplo, normalmente sai por R$ 1.500, enquanto o Mi A2 pode ser adquirido por cerca de R$ 990.

Foto: Receita Federal

As dezenas de lotes do leilão ainda abrigam pechinchas como um PlayStation 4 com controle e dois jogos originais por R$ 800, Nintendo Switch por R$ 150, um Ford Fiesta 2008 por R$ 2.100 e uma bicicleta do tipo BMX por R$ 270.

Enquanto isso, os smartphones da Apple estão custando um pouco mais caros, com o iPhone XS de 64GB saindo por R$ 850 e o iPhone 7 Plus tendo lance mínimo de R$ 350. Há até um iPad de 128GB por R$ 950 dentre os lotes, apesar da Receita Federal não explicar qual é o modelo em questão.

Continua após a publicidade

Foto: Receita Federal

É importante notar que todos os valores descritos na notícia representam apenas o mínimo para se dar um lance. A Receita Federal não estipula um valor máximo para nenhum dos produtos – em tese, o preço pode subir indefinidamente.

Como sempre, o leilão da Receita é dividido em duas fases, com a primeira consistindo de um período de 12 dias corridos para que os usuários façam suas propostas iniciais. Cada pretendente só pode dar um lance para cada produto. Apenas quem fez uma proposta até 10% menor do que a maior de todas terá o direito de avançar para a segunda fase, que rola no dia 25 de junho.

Quem vencer o pregão final online terá apenas um dia para realizar o pagamento, com um prazo máximo de 20 dias com multas. Outro ponto importante é que a receita não toma responsabilidade pelo frete, com o usuário precisando retirar o produto ou contratar uma empresa para transportá-lo.

Via: Tudo Celular, Tudo em Tecnologia
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou parao PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.