Imagens do Ark OS, sistema da Huawei para substituir o Android, aparecem na internet
Créditos: Huawei

Imagens do Ark OS, sistema da Huawei para substituir o Android, aparecem na internet

Ao que parece, a solução da firma chinesa pode ser baseada no OS da Google

Após o governo dos Estados Unidos sancionar uma lei proibindo empresas locais de negociarem com a Huawei, a companhia chinesa está fazendo o que pode para se manter no mercado mobile sem o Android e deve lançar seu próprio sistema operacional ainda este ano. Recentemente, a fabricante registrou o nome Ark OS na Alemanha e algumas fotos do suposto software também apareceram na internet.

O registro do nome apareceu no Escritório de Marcas e Patentes da Alemanha. Esta não é a primeira vez que o OS aparece em órgãos oficiais, o que pode significar um lançamento iminente. Recentemente, um executivo da empresa disse que o sistema operacional poderia ser lançado dentro de pouco tempo no mercado chinês.

As imagens do Ark OS foram publicadas por um blog alemão e mostram algumas partes da suposta interface do sistema operacional. As capturas exibem algumas telas do sistema de instalação de aplicativos.


Imagem: Mobile Indian

Como é possível ver, existem algumas semelhanças entre o software exibido nas imagens e o sistema operacional da Google, o que levantou teorias de que o Ark OS da Huawei é baseado no Android.

Apesar da Google não ter permissão para fazer negócios com a Huawei e liberar serviços como a Play Store para a companhia, o Android é um software de código aberto e a fabricante chinesa pode utilizar a base do sistema operacional para a criação de sua nova solução.

O sistema da Huawei pode trazer compatibilidade com apps do Android

Trazer um OS baseado no Android seria uma ótima solução para a Huawei, já que a companhia driblaria um dos principais problemas de lançar um novo sistema operacional no mercado: a ausência de apps.

De acordo com o site Mobile Indian, caso a companhia não adote a base do Android nativamente em seu novo OS, a empresa deve trazer uma "camada de compatibilidade" para fazer os aplicativos do sistema da Google rodarem em seu software.


Imagem: Mobile Indian

Segundo o Mobile Indian, os vazamentos também mencionam a Android Green Alliance, uma joint-venture formada pela Huawei, Alibaba, NetEase e Tencent em 2016 para aprimorar a experiência do sistema operacional móvel na China. Com isso, pode ser que a companhia já tenha uma solução para trazer aplicativos ao seu OS.

Até agora, a Huawei não comentou oficialmente sobre os vazamentos, ou seja, é sempre bom ficar com um pé atrás sobre a veracidade das informações. Segundo um executivo, a empresa já trabalha em um sistema operacional próprio há tempos e a solução que será lançada já está pronta desde o ano passado. Com isso em mente, pode ser que as imagens sejam antigas e não representem o produto atual da companhia chinesa.

De qualquer forma, o negócio é ficar de olho nos próximos passos da Huawei, que está fazendo tudo que pode para se manter no mercado.

Via: Mobile Indian
Desmonte do ROG Phone II mostra que saída de ar traseira não tem muita utilidade

Desmonte do ROG Phone II mostra que saída de ar traseira não tem muita utilidade

Teardown mais famoso da internet revela que peça está ali principalmente pelo visual


Galaxy Fold 2: próximo dobrável da Samsung pode ter tela com vidro ultra fino

Galaxy Fold 2: próximo dobrável da Samsung pode ter tela com vidro ultra fino

A fabricante ainda estuda a aplicação, já que o material é melhor e mais caro


Caixa do Xiaomi Mi Note 10 aparece em imagem vazada

Caixa do Xiaomi Mi Note 10 aparece em imagem vazada

Vazamentos também indicam um outro smartphone com câmera de 108MP


Volvo lança XC40 Recharge, primeiro carro 100% elétrico da empresa

Volvo lança XC40 Recharge, primeiro carro 100% elétrico da empresa

O veículo vem com sistema Android, carregamento rápido e várias novas tecnologias


Xiaomi já vendeu mais de 100 milhões de celulares da linha Redmi Note

Xiaomi já vendeu mais de 100 milhões de celulares da linha Redmi Note

Sucesso da marca Redmi promete ser ainda maior com a chegada do Redmi Note 8