Snapdragon 7cx vai chegar em notebooks custando entre US$ 300 e US$ 800
Créditos: The Verge

Snapdragon 7cx vai chegar em notebooks custando entre US$ 300 e US$ 800

Processador logo abaixo do Snapdragon 8cx foi revelado durante uma entrevista

A Qualcomm está preparando mais de um processador baseado em ARM especialmente voltado para notebooks, como foi revelado por um dos executivos da companhia em entrevista recente. Don McGuire, vice-presidente de marketing de produtos globais para a empresa, revelou numa entrevista ao Tech Podcast que a Qualcomm está trabalhando num Snapdragon 7cx, um processador um pouco abaixo do já anunciado 8cx e que vai possibilitar a criação de notebooks mais acessíveis, na faixa de preço entre US$ 300 e US$ 800.

A ideia da Qualcomm por trás desses processadores é oferecer uma quantidade maior e mais acessível de opções de notebooks baseados em ARM, para incentivar também o interesse dos desenvolvedores. O mercado, neste momento, está num ciclo em que os desenvolvedores não se interessam muito por ARM porque não há muitos produtos na plataforma, e não há muitos produtos, porque não há muito interesse. A gigante dos processadores acredita que uma coleção de novos notebooks com Windows 10 com preços variados pode trazer a injeção de interesse que o notebooks baseados em ARM precisam para "pegar embalo".

28/05/2019 às 09:58
Notícia

Qualcomm demonstra o desempenho do seu processador Snapdragon...

O processador demonstra prolongar a vida útil da bateria e promete boa performance

E é aqui que o Snapdragon 7cx se insere, já que o Snapdragon 8cx foi mostrado como um processador de alta performance, para produtos topo de linha. O segmento intermediário e de entrada seriam, então, cuidados pelo processador mais acessível. Infelizmente, como essa revelação foi apenas o comentário numa entrevista, e não um evento em si, a Qualcomm ainda não falou de uma janela de disponibilidade para o Snapdragon 7cx. A empresa também não comentou quais serão os recursos e tecnologias presentes no processador, enquanto o Snapdragon 8cx já sabemos uma boa quantidade de informações a respeito de sua performance e sua compatibilidade com conexão 5G.

Agora as gigantes tradicionais dos processadores, AMD e Intel, vão ter que se preocupar com uma nova concorrente em seus mercados. E isso é especialmente interessante de notar quando lembramos que a Intel chegou a tentar entrar no segmento de processadores mobile, mas acabou não dando certo.

Fonte: Tom's Hardware
User img

João Gabriel Nogueira

João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline e o Mundo Conectado, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

Redmi explica a diferença entre o consumo de bateria do 5G e do 4G

Redmi explica a diferença entre o consumo de bateria do 5G e do 4G

Gerente geral da Redmi, Lu Weibing, disse que baterias precisam ser 20% maiores para compensar isso


Governos vão acompanhar quarentena em tempo real rastreando celulares

Governos vão acompanhar quarentena em tempo real rastreando celulares

Parceria com startup In Loco deve fornecer dados da localização de cidadãos


Mi 10 e 10 Pro: Veja todos os destaques dos melhores aparelhos da Xiaomi

Mi 10 e 10 Pro: Veja todos os destaques dos melhores aparelhos da Xiaomi

Aparelhos se garantem em fotografia e prometem carregamento super rápido de bateria


Premiado jogo mobile Monument Valley 2 está de graça no Android e iOS

Premiado jogo mobile Monument Valley 2 está de graça no Android e iOS

Para a alegria dos amantes de puzzles, o aplicativo que normalmente custa R$ 16 pode ser resgatado sem custos


Apple pode reduzir custos de produção ao trocar chips Intel por ARM nos Macs

Apple pode reduzir custos de produção ao trocar chips Intel por ARM nos Macs

Análise de especialista aponta um gasto entre 40% e 60% menor para a empresa