Apple anuncia fim do iTunes após 18 anos e divide suas funções entre outros apps
Créditos: Apple

Apple anuncia fim do iTunes após 18 anos e divide suas funções entre outros apps

Empresa vai criar novos aplicativos para música, podcast e televisão no macOS Catalina

A Apple anunciou o fim do aplicativo de venda, organização e reprodução de mídias iTunes, que passou 18 anos em atividade e mudou a maneira como se consumia música na década de 2000. A partir da atualização macOS Catalina, as funcionalidades do programa serão distribuídas entre apps dedicados para música, podcast e televisão.

01/06/2019 às 10:11
Notícia

O fim do iTunes: Apple deve anunciar encerramento do programa...

Empresa vai focar em aplicativos separados e mais modernos para distribuição de multimídia

A empresa anunciou a mudança em sua mais recente keynote, a mesma onde a companhia revelou novos produtos: o computador Mac Pro e o monitor de resolução 6K Pro Display XDR.

Site oficial: Apple iTunes

Durante a apresentação, representantes da Apple esclareceram que, apesar da morte do iTunes, a iTunes Store seguirá operando. Trata-se da loja onde os usuários podem comprar músicas e álbuns – inclusive, as pessoas não perderão as canções que já foram adquiridas na plataforma. Especulava-se incorretamente que a iTunes Store seria extinta para abrir espaço para o serviço de streaming Apple Music.

Continua depois da publicidade

Site oficial: Apple Music

Com o fim do iTunes, a sincronização entre dispositivos ficará a cargo do Finder, o gerenciador de arquivos do macOS. Os executivos da empresa não esclareceram como será possível realizar a sincronização entre iPhones, iPads e computadores com sistema operacional Windows.


Fonte: Apple

O que se sabe é que o iTunes seguirá funcionando como uma loja, mas o novo aplicativo de música irá seguir um design mais próximo do serviço de streaming de músicas da Apple.

Continua depois da publicidade

Vale lembrar que a fabricante norte-americana está enfrentando quedas nas suas vendas de smartphones, o que acontece devido a fatores como ciclos de troca de aparelho mais longos e a sua perda de usuários na China. Com isso, conforme aponta o site NPR, a Apple está tentando focar mais em ser uma empresa de serviços de streaming.

Entre as estratégias da empresa para crescer nessa área, estão a opção de músicas Apple Music, um ainda não lançado serviço de TV e uma oferta de assinaturas de revistas. A empresa tem um grande mercado a explorar, já que o streaming foi responsável por 75% das receitas da indústria da música em 2018. A presença da Apple no mercado já é causa de disputas judiciais, com o Spotify acusando a companhia dos EUA de práticas anti-competitivas.

Via: NPR
Nvidia vai disponibilizar toda sua tecnologia CUDA-X AI e HPC para processadores Arm

Nvidia vai disponibilizar toda sua tecnologia CUDA-X AI e HPC para processadores Arm

O suporte da Nvidia abre um novo caminho para a supercomputação Exascale


Lista dos melhores CEOs em 2019 inclui Lisa Su, Jeff Bezos e Satya Nadella

Lista dos melhores CEOs em 2019 inclui Lisa Su, Jeff Bezos e Satya Nadella

Mark Zuckerberg também é mencionado como um dos melhores líderes na revista Barron's


Apple pode estar interessada em comprar 5G da Intel para construir seu próprio modem

Apple pode estar interessada em comprar 5G da Intel para construir seu próprio modem

A Intel pode estar considerando a venda de peças de seus negócios em sua sede na Alemanha


Microsoft libera Build 18917 (20H1) com otimização de banda de downloads, WSL 2 e narrador

Microsoft libera Build 18917 (20H1) com otimização de banda de downloads, WSL 2 e narrador

O update está disponível apenas para usuários Insider Preview do Windows 10


Vazamento de varejista confirma configuração de câmeras do iPhone 11 [Rumor]

Vazamento de varejista confirma configuração de câmeras do iPhone 11 [Rumor]

Câmera tripla com lente angular deve estar presente em apenas dois dos três modelos