Demora para emissão de licenças pode prejudicar avanço de internet 5G no Brasil
Créditos: Pxhere

Demora para emissão de licenças pode prejudicar avanço de internet 5G no Brasil

MCTIC trabalha em decreto para que antenas sejam liberadas com maior agilidade

Representantes da Agência Nacional de Tecnologia (Anatel) e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) demonstraram preocupação com a velocidade da implantação da internet móvel 5G no Brasil, que estaria sendo prejudicada pela demora das prefeituras municipais na emissão de licenças de instalação de antenas.

31/05/2019 às 17:32
Notícia

Huawei sofre novo golpe e perde contrato 5G com a gigante Sof...

Corporação japonesa é uma das maiores do mundo e vai passar a usar tecnologia 5G de Nokia e Ericsson

Para resolver a questão, o MCTIC já informou que está trabalhando num decreto para que a liberação das antenas de telefonia celular tenha mais agilidade. A ideia é impedir que essa demora acabe prejudicando a implementação da internet 5G no Brasil.

Na visão da equipe do Ministério, a questão precisa ser resolvida com urgência. Os planos da Anatel são de realizar o primeiro leilão relacionado à infraestrutura da internet 5G já no primeiro trimestre de 2020. De acordo com o sindicato das empresas de telecomunicações (Sinditelebrasil), o prazo máximo de instalação determinado por lei não está sendo respeitado. Ele deveria ser de 60 dias, mas na prática tem chegado a passar de um ano.

A tecnologia de internet 5G necessita que as antenas sejam instaladas de maneira mais próxima dos usuários, chegando a precisar de cinco vezes mais emissores de sinal do que a geração anterior, o LTE (4G).


Fonte: Sinditelebrasil

Ainda de acordo com o Sinditelebrasil, a prefeitura de São Paulo permitiu a instalação de apenas dez antenas durante o último ano, o que está longe de ser suficiente para suprir o aumento na demanda de internet móvel.

"Hoje o Brasil tem um déficit de 100 mil antenas, já para a rede nos moldes atuais. Se você considera que o 5G demanda cinco vezes mais antenas, se nada for feito no futuro a gente pode ter um grande problema de implementação. Isso é um problema que nos preocupa".
- Vitor Menezes, secretário do Telecomunicações do Ministério das Comunicações

Segundo o site G1, o sindicato defende que a lei seja modernizada, em especial na questão da instalação de antenas. A internet 5G exige a instalação de antenas pequenas – no máximo no tamanho de caixas de sapato – que seriam instaladas em prédios, postes e semáforos. Isso é uma mudança radical em comparação com as antenas do 4G atual, que têm mais de 10 metros de altura e são posicionadas em cima de prédios.

Continua após a publicidade

"Os municípios são obrigados a cumprir a Lei Geral de Antenas, mas alegam algumas dificuldades administrativas e algumas interpretações com legislação municipal que a gente pretende dar um esclarecimento no decreto"
- Vitor Menezes, secretário do Telecomunicações do Ministério das Comunicações

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: G1
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.