Huawei sofre novo golpe e perde contrato 5G com a gigante SoftBank
Créditos: Bloomberg

Huawei sofre novo golpe e perde contrato 5G com a gigante SoftBank

Corporação japonesa é uma das maiores do mundo e vai passar a usar tecnologia 5G de Nokia e Ericsson

Com a guerra do 5G à todo vapor, a chinesa Huawei acaba de sofrer um novo golpe. A Softbank, uma das maiores corporações do mundo, irá utilizar tecnologia da Nokia e Ericsson para implementar o 5G. A Huawei era responsável pela tecnologia 4G da companhia japonesa.

20/05/2019 às 09:02
Notícia

Futuro da Huawei no ocidente é incerto após duro golpe do gov...

Google, Qualcomm, Intel, Broadcom e outras encerram negócios com a empresa

Apesar de ter uma das mais modernas tecnologias de conectividade móvel da nova geração, a Huawei vem sofrendo ataques acerca da segurança de seus serviços, vindos especialmente do governo americano, que acusa a empresa chinesa de furar sansões ao Irã e de atuar espionando em favor do governo chinês, algo que a Huawei nega.

A Huawei chegou a participar de testes preliminares para implementação do 5G, porém a gigante japonesa optou pela Nokia como parceira estratégica e a Ericsson como fornecedora de infraestrutura. Em um relatório a investidores, o CEO da SoftBank estimou que custariam 5 bilhões de yens (em torno de 46 milhões de dólares na cotação atual da moeda) para substituir todos os equipamentos da Huawei na infraestrutura atual da empresa, reporta o South China Morning Post.

Com a disputa clara entre governos contra o uso da tecnologia da Huawei, começam a aparecer cada vez mais movimentos como o da SoftBank. A BT Group, importante empresa de telecomunicações britânica, anunciou que irá tirar todos os hardwares críticos fabricados pela Huawei de partes essenciais de sua estrutura de comunicações após receber um alerta da agência de inteligência, a MI6, do risco de usar equipamentos da empresa chinesa. Taiwan já baniu uso da tecnologia chinesa, enquanto a Alemanha manteve a Huawei na disputa pela implementação do 5G no país, ignorando recomendações americanas.

31/05/2019 às 09:02
Notícia

China pode usar as terras raras para intensificar ainda mais ...

Com 78% da produção mundial, a China pode prejudicar o desenvolvimento tecnológico dos EUA

Estados Unidos e China são as principais economias do mundo, e já vivem em uma intricada relação comercial que não pode ser simplesmente cortada sem impactos na economia global, consequência que inclusive levou o governo americano a adiar os efeitos da ordem executiva que bloqueia negócios entre empresas dos Estados Unidos e China, tentando dar um período para as empresas americanas, que também serão muito afetadas pela medida, de se adaptar a esse corte de relações.

Enquanto isso, a China estuda seus próprios movimentos, buscando dar uma resposta à manobra do governo dos Estados Unidos, ao mesmo tempo que muitas ações podem também impactar sua própria economia devido essa simbiose entre os dois países. Uma possibilidade é a China reduzir suas exportações de terra rara, um grupo de elementos químicos raros que possuem diversas aplicações na produção tecnológica moderna, como laser, tubos de raios catódicos para computadores, catalisadores, imãs, ligas, etc. De acordo com a divisão de investimento multinacional da Bank of America, a Bank of America Merrill Lynch, a China é a maior exportadora dessa commodity, responsável por 78% de toda a extração mundial, tendo dessa forma um poder muito grande de pressão através desse mecanismo.

Via: SCMP, The Verge
GeForce Now, plataforma de streaming de games da Nvidia, vai chegar aos celulares Android

GeForce Now, plataforma de streaming de games da Nvidia, vai chegar aos celulares Android

A expansão vai acontecer até o final do ano e contará com aparelhos high-end da Samsung e LG


Huawei confirma que SoC Kirin 990 vai ser capaz de captar vídeos em 4K a 60FPS

Huawei confirma que SoC Kirin 990 vai ser capaz de captar vídeos em 4K a 60FPS

O anúncio oficial deve acontecer junto com a linha Mate 30, em 19 de setembro na IFA 2019


Tempo de trégua entre empresas dos EUA e Huawei pode ser prolongado por mais 90 dias

Tempo de trégua entre empresas dos EUA e Huawei pode ser prolongado por mais 90 dias

Sem essa renovação a Huawei estaria oficialmente banida de fazer transações comerciais com os EUA


Huawei traz Watch GT Active ao Brasil pelo preço sugerido de R$ 1.499,00

Huawei traz Watch GT Active ao Brasil pelo preço sugerido de R$ 1.499,00

Smartwatch promete autonomia de até duas semanas e funções de monitoramento


Huawei revela lista de datas para chegada da EMUI 10 - P30 e P30 Pro em 8 de setembro

Huawei revela lista de datas para chegada da EMUI 10 - P30 e P30 Pro em 8 de setembro

Lista inclui também atualizações da Magic UI 3.0 para linha Honor