Análise: Honor Band 3 Pro é uma excelente smartband barata com GPS embutido

Análise: Honor Band 3 Pro é uma excelente smartband barata com GPS embutido

Pulseira atua rastreando exercícios físicos, exibe notificações e monitora o sono, tudo por um baixo custo

A Honor Band 3 Pro é uma pulseira fitness de baixo custo da Huawei. Ela mantém diversas semelhanças com a Honor Band 4 que testamos recentemente, porém tem um design um pouco maior tem com principal destaque incorporar um GPS embutido, algo que a Band 4 não possui, e nem outras rivais como a muito popular Xiaomi Mi Band 3. A pulseira não é vendida oficialmente pela Huawei, mas é facilmente importada ou mesmo comercializada no Brasil por terceiros.

Link de compra da Huawei Band 3 Pro na Gearbest

Especificações principais

- Display de 0,95 polegadas AMOLED 240 x 120 pixels
- 100 mAh com autonomia entre 6 a 15 dias
- 5 ATM de resistência à água
- Bluetooth 4.2
- Sensor de batimentos, giroscópio, acelerômetro, GPS
- 25 gramas

Design

Continua depois da publicidade

O Honor Band 3 Pro traz um design semelhante ao da Band 4, com tela de pouco menos de uma polegada AMOLED e de resolução semelhante. A principal mudança é o formato: a Band 3 Pro é um pouco maior, especialmente na largura. O que mais me chamou a atenção é que a Band 3 Pro não encaixou tão bem em meu pulso, sobrando um pouco dos lados. Para o meu pulso isso não é um problema, mas imagino que uma pessoa com o braço mais fino, pode não ficar legal.

A pulseira possui um design bastante simples, com um acabamento emborrachado que na minha experiência se mostrou bastante confortável. A tela segue sendo o destaque: mesmo sendo uma pulseira de entrada, a tela tem cores bastante vivas, deixando mais agradável ver as informações no display.

A pulseira tem um mecanismo meio "duro" de ser desencaixado, mas ao mesmo tempo garante bastante resistência. Assim como a Band 4, a Band 3 Pro sofre de um problema de baixa disponibilidade de pulseiras, principalmente comparado a modelos bastante populares como a linha Mi Band. 

Continua depois da publicidade

O carregamento é feito através de um conector e um cabo USB bastante curto que vem na caixa, mas que usa o bastante popular padrão micro-USB. O encaixe é bem firme, inclusive acaba sendo mais eficiente que outros vestíveis que optam por magnetismo para encaixar o carregador.

Funcionalidades

A Band 3 Pro conta com um conjunto de sensores para monitoramento de atividade física e sono, como acelerômetro, sensor de batimentos cardíacos e seu principal diferencial, o GPS. Ela conta ao longo dos dias os passos dados, trazendo estatísticas do quanto você se mexeu. Também consegue monitorar de forma automática sua frequência cardíaca e os seus sonos e cochilos.

Se você ativar manualmente, pode também fazer o rastreamento de um exercício físico, e se optar por uma modalidade ao ar livre, como corrida, o GPS entra em ação e grava o seu deslocamento. O resultado são diversos relatórios com sua performance, velocidade, cadência, nível de intensidade do exercício e até estimativas de tempo para descanso.

Além dessa funções de monitoramento e life style, a pulseira também consegue exibir notificações, tem função despertador inteligente (pode tocar antes da hora programada se perceber que seu sono já está leve) e algumas coisas menores como cronômetros. Infelizmente aqui temos uma deficiência: ela não possui uma loja de aplicativos, então não consegue ganhar novas funcionalidade com a instalação de mais apps.

A pulseira fica devendo a possibilidade de instalar mais funções e sincronizar os dados na nuvem

Um fator que me incomoda bastante é a falta de uma sincronização na nuvem. O app Saúde, da Huawei, é o hub que centraliza as informações coletadas, porém não tem função de backup na nuvem. Isso quer dizer que se você trocar de aparelho, ou formatar o seu atual, seus dados vão embora junto. Na melhor das hipóteses ele consegue sincronizar com alguns apps de terceiros, como o MyFitnessPal e Google Fit, mas ai só alguns dados serão salvos.

Performance e autonomia

O desempenho da Band 3 Pro mantém o padrão da Band 4: é excelente... exceto em um lugar. Enquanto todas as interfaces são ágeis e eficientes, a central de notificações é toda travada, especialmente se acumular muitas mensagens não lidas. É um pequeno martírio navegar na lista e marcar como vista cada uma das mensagens, já que cada comando leva um tempo para ser respondido.

A central de notificações é toda travada

Isso fica muito evidente pelo contraste no restante do sistema, já que todas as demais funcionalidades da Band 3 Pro são muito responsivas. Até gestos como ligar a tela o girar o pulso ou trocar para a próxima tela são executados quase imediatamente.

O GPS funciona bem, com boa precisão, porém levou bastante tempo para achar sinal. Em algumas de minhas corridas, foram quase 5 minutos até ele "se encontrar" e iniciar a marcar a posição, um resultado péssimo e bem distante da experiência que tive com outros vestíveis.

Falando agora na autonomia, a Band 3 Pro tem resultados bem semelhantes ao da Band 4, apesar da tela levemente maior. Com todas as funções ligadas, como rastreamento constante dos batimentos cardíacos, relatórios completos de sono e vibração para notificações, a autonomia foi para algo em torno de 4 dias. De acordo com a Huawei, a autonomia pode chegar a 14 dias, mas aí é preciso desligar várias dessas funções, ou reduzir sua frequência, para ser viável.

Com todas as funcionalidades, a autonomia é de 4 dias, podendo chegar a 14 em modos mais econômicos

Apesar de não alcançar uma Mi Band 3, que passa mais de um mês sem carga, a duração da bateria pode chegar a uma semana, que já é um bom ciclo de tempo. É bom destacar que o consumo de energia do GPS é elevado, e de acordo com a Huawei, essa pulseira aguenta fazer o rastreamento por até 6 horas. Não é um resultado excepcional, mas em geral essas pulseiras e relógios, com baterias compactas, não conseguem manter um GPS ativo por longos períodos.

Conclusão

A Band 3 Pro traz várias similaridades com a Band 4, trazendo como diferencial um design um pouco maior e, principalmente, um GPS embutido. É uma excelente pulseira na relação entre custo e benefício, com preço próximo de 250 reais.

Link de compra da Huawei Band 3 Pro na Gearbest

{notas}

O principal destaque é a tela, muito melhor que o display monocromático de rivais como a Mi Band 3 da Xiaomi. O alto grau de monitoramento do sono também é um diferencial em favor do modelo da Huawei. No restante, ambas cumprem um papel parecido: são pulseiras inteligentes de entrada capazes de alertar notificações, servir de despertador e para monitorar sono e atividades físicas.

O GPS é um diferencial bastante importante da Honor Band 3 Pro. Para quem quer realizar atividades físicas e não quer ter que levar o celular, só a pulseira já é suficiente para rastrear toda sua atividade ao ar livre. Só ficou faltando memória interna para trazer músicas, como fazem modelos como a Gear Fit 2 ou a Amazfit Stratos 2, mas aí falamos de modelos mais caros.

28/03/2019 às 18:58
Artigo

Xiaomi Mi Band 3 vs Huawei Honor Band 4: o duelo das smartban...

Colocamos as duas pulseiras para ver qual é a que vale mais o seu dinheiro

Seu principal problema é semelhante ao da Band 4: a lerdeza da central de notificações. Essa é uma pulseira que funciona bem se você olhar para a notificação assim que ela chega, e é exigida na tela, mas se perder essa exibição inicial e precisar acessar a central de notificações, o processo é tão sofrível que acaba sendo mais fácil tirar o celular do bolso, destravar e ver do que se tratava. É uma pena que mesmo atualizações não resolveram esse problema.

Na disputa interna da linha Honor de Band 4 vs Band 3 Pro, o elemento central é a importância do GPS. A Band 4 é mais barata e também conta com um design mais enxuto, mantendo essencialmente as mesmas funções. Só daria preferência para a Band 3 Pro se você faz questão de contar com o rastreamento de seu exercício, ou se achou o design um pouco maior mais interessante.

A Band 3 Pro é uma excelente pulseira inteligente de baixo custo, e tem como grande diferencial a presença de um GPS embutido

Restrições norte-americanas podem fazer Huawei perder US$ 30 bilhões nos próximos dois anos

Restrições norte-americanas podem fazer Huawei perder US$ 30 bilhões nos próximos dois anos

O CEO da empresa confessou que não esperavam um "ataque tão implacável"


O Galaxy Fit, smartband da Samsung, já está disponível no Brasil por R$699

O Galaxy Fit, smartband da Samsung, já está disponível no Brasil por R$699

Ele traz display colorido, recurso para natação e possibilidade de responder notificações


Huawei registra sistema operacional

Huawei registra sistema operacional "HongMeng" em nove países

O novo SO é uma alternativa ao Android, caso a empresa não consiga mais acessar softwares estadunidenses


Xiaomi Mi Band 4 é lançada com tela colorida - Preço cai para $43,99

Xiaomi Mi Band 4 é lançada com tela colorida - Preço cai para $43,99

Acelerômetro de seis eixos de alta precisão, NFC, Bluetooth 5.0, resistência contra água e mais


Xiaomi e Oppo já estariam testando sistema operacional da Huawei

Xiaomi e Oppo já estariam testando sistema operacional da Huawei

Segundo a Huawei, seu novo sistema operacional será "60% mais rápido que o Android"