Notebook antigo da Samsung cheio de vírus vira arte e custa mais de US$ 1 milhão em leilão
Créditos: uBreakiFix

Notebook antigo da Samsung cheio de vírus vira arte e custa mais de US$ 1 milhão em leilão

Nome da obra é "A Persistência do Caos", pelo artista digital chinês Guo O Duong

Você compraria um notebook Samsung NC10-14GB de 10,2'' lançado originalmente em 2009? E depois de saber que o notebook está infectado com seis dos piores vírus de computador no mundo? Pois é, não só tem gente disposta a comprar o dispositivo, como ele está saindo pelo impressionante valor de US$ 1,2 milhão num leilão. Isso porque, na verdade, este notebook é uma obra de arte.

O autor da obra é o artista de internet Guo O Duong, que chamou seu trabalho de "A Persistência do Caos". O artista explicou o propósito de sua composição numa declaração recente ao The Verge

Quem acompanha notícias sobre tecnologia há um tempo deve reconhecer alguns dos vírus escolhidos para A Persistência do Caos:

- WannaCry
- ILOVEYOU
- MYDoom
- SoBig
- DarkTequila
- BlackEnergy

15/05/2019 às 15:59
Notícia

Microsoft lança patch para Windows 7 e XP para evitar novos a...

Mesmo sem suporte oficial, versões mais antigas vão receber essa atualização de segurança

Continua após a publicidade

O total estimado em danos para esses seis programas maliciosos juntos é de, aproximadamente, US$ 95 bilhões. E vale notar também que o NC10-14GB ainda está funcionando, apesar da quantidade de "infecções" nele. Agora é esperar que o comprador tenha a responsabilidade de nunca conectar o notebook à internet ou a algum dispositivo USB, que poderia espalhar os vírus do notebook para outros sistemas.

A obra foi comissionada pela firma de segurança digital Deep Instinct, que ajudou na transferências dos vírus de modo seguro. O leilão ainda vai receber lances até amanhã, quinta-feira, dia 30, então o valor já assustador de US$ 1,2 milhão deve ficar ainda maior até a venda final do notebook.

Via: Notebook Check Fonte: The Verge
User img

João Gabriel Nogueira

João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline e o Mundo Conectado, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O fim do CANAL do RATO BORRACHUDO e o Dilema das Redes Sociais

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.