Donald Trump diz que pode incluir a Huawei em um acordo comercial com o governo chinês
Créditos: Reuters

Donald Trump diz que pode incluir a Huawei em um acordo comercial com o governo chinês

O presidente dos EUA diz considerar a empresa perigosa para a segurança do país

O atual presidente dos EUA, Donald Trump, fez uma declaração ao canal BBC falando sobre a atual situação das empresas estadunidenses com a Huawei. Ele afirma que a empresa é perigosa, se referindo as denúncias (que ainda não foram confirmadas) sobre espionagem e venda de informações, que a chinesa teria feito. Apesar disso, ele diz que é possível que a empresa esteja incluída em um acordo entre EUA e China.

23/05/2019 às 14:29
Notícia

Governo dos EUA quer Coréia do Sul como aliada em caso envolv...

Autoridade norte-americana teria dito que a chinesa "precisa ser expulsa do país"

Trump afirma que "se nós fizermos um acordo, eu posso imaginar a Huawei possivelmente incluída em alguma forma ou em parte dela." Mas, ao decorrer do seu pronunciamento oficial ele fala também que se preocupa com a segurança do país e que a marca é uma ameaça para o governo. As autoridades de Pequim afirmam que os EUA estão intimidando a empresa, fechando acordos comerciais.

"A Huawei é algo de muito perigoso. Quando vemos o que fizeram do ponto de vista da segurança, o ponto de vista militar é muito perigoso. Mas é possível que a Huawei seja incluída em um acordo" - Donald Trump, presidente dos EUA

A Huawei nega que tenha usado qualquer um de seus dispositivos para fazer espionagem ao governo americano. Mesmo não havendo nenhuma prova concreta, a ação que coloca algumas empresas, em especial a Huawei, em uma "lista negra" já foi feita, impedindo a transação comercial com diversas parceiras da chinesa. Caso você não esteja por dentro do que está acontecendo, o vídeo abaixo detalha a situação:

A fala do presidente dá a entender que o governo dos EUA pode estar aberto a negociações, já que o acordo é mencionado como uma possibilidade. Mesmo assim, não tem como saber se o mercado vai ter algumas restrições, para controle interno do país.

A primeira restrição impedia que a Huawei fizesse transações comerciais com as empresas dos EUA, depois dessa decisão o governo recuou, adiando a decisão por mais 90 dias. A empresa chinesa já tem se pronunciado informando que tem hardwares para produção por mais três meses e que já está trabalhando em um software próprio para usar em seus aparelhos.

Via: AndroidAuthority Fonte: BBC
User img

Ana Luiza Pedroso

China está exportando drones com metralhadoras para o Oriente Médio

China está exportando drones com metralhadoras para o Oriente Médio

O veículo autônomo comercializado é o Blowfish A2 e se caracteriza como um drone militar letal


Black Friday chinesa tem modelos de sucesso por preços baixos

Black Friday chinesa tem modelos de sucesso por preços baixos

Xiaomi Mi A3 por US$145, Mi 9T Pro por US$338, OnePlus 7T de 256GB por US$490


Huawei P30 e P30 Pro recebem atualização estável da EMUI 10

Huawei P30 e P30 Pro recebem atualização estável da EMUI 10

Fabricante promete update de outros smartphones seus até dezembro


DxOMark: iPhone 11 Pro Max supera Huawei P30 Pro, mas não é o melhor em câmeras

DxOMark: iPhone 11 Pro Max supera Huawei P30 Pro, mas não é o melhor em câmeras

Smartphone divide o lugar com Galaxy Note 10+, está atrás apenas do Mate 30 Pro e Mi CC9 Pro (Mi Note 10)


Xiaomi lança vídeos promocionais do Mi Note 10 destacando câmera e design

Xiaomi lança vídeos promocionais do Mi Note 10 destacando câmera e design

Celular traz câmera de 108MP como principal destaque