Huawei recebe trégua de 90 dias do banimento nos Estados Unidos
Créditos: TNW

Huawei recebe trégua de 90 dias do banimento nos Estados Unidos

Os clientes da empresa não precisam se preocupar, pelo menos até agosto

[+update]: Recebemos o posicionamento oficial da Huawei no Brasil, que é:

Todos os smartphones existentes do portfólio Huawei, ou seja, aqueles que já foram vendidos e aqueles que estão atualmente à venda e em estoque, podem ser usados normalmente e não serão afetados. Além disso, esses dispositivos podem continuar a usar e atualizar serviços do Google, como o Google Play, o Gmail, etc. Da mesma forma, esses produtos continuarão recebendo atualizações dos patches de segurança do Google e poderão atualizar, sem nenhum problema, todos os aplicativos disponíveis no Google Play, incluindo todos os aplicativos de terceiros.

Aproveitando a atualização no assunto, temos também um vídeo falando dessa disputa entre o governo americano e a empresa chinesa.

[+texto original]:

Uma boa notícia, mesmo que temporária, foi dada para a Huawei no fim do dia de ontem, 19. O Departamento de Comércio dos Estados Unidos lançou uma trégua de 90 dias ao banimento que impede empresas dos Estados Unidos de fazerem negócios com a firma chinesa.

Segundo o comunicado, a licença temporária visa dar mais tempo para as firmas se adaptarem a um mercado sem a Huawei, que é a segunda maior fabricante de smartphones do mundo e também uma das líderes no mercado de infraestrutura de rede.

Além de servir como um respiro para a indústria, a trégua também é uma forma de evitar problemas para os usuários de smartphnes da Huawei, que não devem receber atualizações para novas versões do Android, além de evitar que redes de internet que usam a tecnologia da firma chinesa deixem de funcionar no interior dos Estados Unidos.  

20/05/2019 às 10:23
Notícia

O que acontece agora com os celulares da Huawei? E como fica ...

Explicamos como a ordem executiva pode afetar os aparelhos

Continua após a publicidade

Como o próprio comunicado mostra em suas entrelinhas, o banimento da Huawei foi uma decisão repentina e que afeta não apenas a companhia e seus clientes, mas também os próprios Estados Unidos. A empresa entrou na lista negra dos Estados Unidos em 16 de maio, após um decreto do presidente Donald Trump.

Para o comandante dos Estados Unidos, a Huawei é uma grande ameaça presente no mercado não apenas por seu tamanho, mas pela proximidade com o governo chinês. Trump acredita que a infraestrutura e produtos da companhia são utilizados para roubar segredos industriais e espionagem a mando do governo chinês.

A Huawei ainda não comentou sobre a trégua comercial, mas, visto que o objetivo da medida é dar mais tempo para as empresas americanas, a companhia ainda tem um grande pepino em suas mãos. Com o banimento ativo, a fabricante perde os direitos de uso de diversos recursos do sistema operacional Android, o que pode ser um grande golpe para os negócios.

Fonte: Departamento de Comércio dos EUA
User img

Mateus Mognon

Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.