Receita da Xiaomi cresce 27% no Q1 de 2019 - Confira o relatório de resultados
Créditos: Capitalwatch

Receita da Xiaomi cresce 27% no Q1 de 2019 - Confira o relatório de resultados

A marca vendeu 27,9 milhões de smartphones mundialmente, assumindo o 4° lugar no ranking global

A Xiaomi divulgou seus resultados do primeiro trimestre de 2019 (2019 Q1) e as respostas foram melhores que o esperado. A empresa registrou CNY 43,8 bilhões ( cerca de US$ 6,3 bilhões) em receita, o que representa um aumento de 27,2% em relação ao mesmo período de 2018.

Esse valor soma CNY 1,7 bilhão a mais que o estimado anteriormente, que era CNY 42,1 bilhões. O lucro líquido ajustado está avaliado em CNY 2,1 bilhões - aumento de 12,3% em relação primeiro trimestre do ano passado.

Parte desse resultado vem das sólidas vendas fora do mercado chinês. A receita nos mercados internacionais cresceu 34,7%. 

A Xiaomi entrou de forma positiva em 2019 com seus aparelhos Mi 9 e a série Redmi Note 7.  Em março, os embarques de aparelhos Note 7 ultrapassaram 4 milhões de unidades e o fornecimento de smartphones Mi 9 ultrapassou 1,5 milhão.

Apesar da estagnação do mercado doméstico e do declínio de 21% nos embarques chineses de smartphones, a marca vendeu 27,9 milhões de unidades em todo o mundo. Isso a coloca em quarto lugar no ranking global.

Além disso, ela continua sendo a maior vendedora de smartphones da Índia pelo sétimo trimestre seguido.

Entrando no Top 4 da Europa Ocidental, a empresa teve um crescimento de 115% nos embarques para essa região. Os usuários globais da MIUI são estimados em 260 milhões, o que representa um aumento ano-a-ano de 37%.

Continua após a publicidade

Saindo de seus negócios de smartphones, a chinesa também está apostando alto em dispositivos de IoT (Internet of Things). Ela vendeu 171 milhões de unidades, o que representa 70% a mais que no ano passado. Os serviços de internet oferecidos pela marca também cresceram 31,8%.

28/05/2019 às 09:35
Artigo

Conheça a história da Xiaomi! De startup a gigante dos smartp...

A empresa quer se consolidar com dispositivos de internet das coisas e já anunciou sua vinda ao Brasil

Por fim, as lojas Mi Home estão em processo de expansão constante. São 480 lojas autorizadas mundialmente (crescimento ano-a-ano de 93,5%), e 79 delas estão localizadas na Índia.

Via: GSM Arena Fonte: Xiaomi
User img

Saori Almeida

Saori Almeida é natural do Rio Grande do Sul, técnica em administração formada pelo Centro Tecnológico de Caxias do Sul (CETEC) e estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Gosta da cultura asiática e nerd no geral e tem interesse crescente por tecnologia e games desde pequena - gosto que se intensifica diariamente na redação.

MAVIC AIR 2 - Uma análise de DRONE no PARAÍSO

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.