Nasa mostra nova face ao colaborar com SpaceX para salvar foguete Falcon 9
Créditos: SpaceX

Nasa mostra nova face ao colaborar com SpaceX para salvar foguete Falcon 9

Agência espacial dos EUA mostrou seu compromisso com inovação ao adiar lançamento

A equipe de relações públicas da agência espacial dos Estados Unidos, a NASA, revelou detalhes sobre as ações da organização no auxílio do salvamento do foguete Falcon 9, trabalhando em conjunto com a SpaceX para evitar um lançamento potencialmente destrutivo.

07/05/2019 às 09:18
Notícia

E se um asteroide atingisse a Terra? Simulação prevê possívei...

Como era de se esperar, muita destruição e problemas diplomáticos

Na última sexta-feira, dia 3 de maio, estava marcado um lançamento de uma missão de serviço comercial de reabastecimento para a Estação Espacial Internacional, que levaria uma carga de mais de 2 toneladas ao espaço.

"Tinha muita coisa acontecendo, e eu tenho que aplaudi-los [a NASA] porque eles estavam lidando com tudo que estava aparecendo na tela.Tinha muita coisa sendo discutida quando você considera o clima, o vento, os problemas com a nave e o vazamento de gás hélio".
- Kenny Todd, representante sênior da NASA no lançamento

Nos momentos de maior tensão, os engenheiros enfrentaram o desafio de um vazamento no sistema de gás hélio que usado para pressurizar os tanques de combustível do segundo estágio da Falcon 9.

Apesar da sua confiança em resolver esse problema, a equipe estava bastante preocupada com uma falha elétrica no dronehip chamado "Of Course I Still Love You". Ele estava localizado 28km distante da costa pronto para recuperar o primeiro estágio do foguete, que se destaca do resto e se mantém na Terra – podendo ser reaproveitado para outros lançamentos.

Esse problema não poderia ser resolvido a distância, o que significa que haviam duas opções: adiar o lançamento ou deixar o caro e recém-construído primeiro estágio da Falcon 9 se perder nas profundezas do oceano.

 

Continua após a publicidade

A NASA então aceitou o pedido da SpaceX para cancelar o lançamento e refazê-lo num momento futuro, com o único argumento de que parte do foguete seria perdida. Segundo o site Ars Technica, isso é uma decisão bastante inesperada e que mostra uma nova fase da agência espacial dos Estados Unidos, que se mostra mais preparada para colaborar com empresas privadas e para se comprometer com a inovação.

"A NASA tem sido extraordinariamente flexível com sua interpretação dos termos desses programas. É um outro sinal de que a agência entende que o seu papel vai além de completar sua missão específica e se estende a suportar o desenvolvimento de uma economia espacial competitiva".
- Greg Autry, diretor da Southern California Commercial Spaceflight Initiative

Via: Ars Technica
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou parao PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.