EUA mais do que dobra imposto de importação sobre eletrônicos da China
Créditos: CNN

EUA mais do que dobra imposto de importação sobre eletrônicos da China

Tarifas foram aumentadas em 2,5 vezes e afetam bolsas de todo o mundo

No último fim de semana, o governo dos Estados Unidos anunciou que pretende aumentar os impostos de produtos eletrônicos importados da China. A tarifa saltou de 10% para 25%, representando um aumento de 2,5 vezes, ou seja, mais que o dobro. A medida deve impactar diretamente os consumidores desse tipo de produto no país, e até no restante do mundo, já que a China é uma das principais fabricantes de componentes do tipo.

As novas tarifas devem passar a valer logo na próxima sexta-feira, dia 10 de maio. A divulgação da notícia impactou o mercado ao redor do mundo, estima-se que a Dow Jones caiu 1,5%, com a japonesa Nikkei caindo em 0,2%.

Segundo o TechPowerUp, que replica a notícia, a estimativa é de que o preço de produtos relacionados aumente em pelo menos 14% para os consumidores finais, se as lojas não absorverem o prejuízo. Alguns dos produtos afetados são peças para o computador, notebooks, componentes de hardware e, claro, smartphones. E isso deve atingir também o mercado brasileiro, que tem relações não só com produtos da China, mas recebendo também produtos que vão da China para os EUA e depois para cá.

O efeito da medida, a curto prazo, é o aumento dos preços, mas a médio prazo é onde reside a verdadeira intenção do governo dos EUA. Com o aumento dos preços de importação, as maiores companhias podem, no futuro, mover suas manufaturas para o país norte-americano, para evitar os custos de importação. Para o país isso é interessante, mas para o consumidor final pode não fazer muita diferença. É possível que os preços sejam mantidos elevados porque as fabricantes não terão as mesmas facilidades no EUA que encontram na China, como mão-de-obra barata e outros incentivos.

20/09/2018 às 09:50
Notícia

Alibaba desiste da promessa de criar 1 milhão de empregos nos...

Fundador do grupo coloca a culpa na guerra comercial entre EUA e China

A guerra comercial entre China e EUA já acontece há tempos, com resultados variados. O preço dos componentes eletrônicos é o mais afetado, mas outros impactos têm sido atribuídos também à situação. A gigante chinesa Alibaba, por exemplo, afirma que desistiu de criar um milhão de empregos nos EUA justamente por causa da briga de tarifas.

Fonte: TechPowerUp
User img

João Gabriel Nogueira

Android 10: Mi 9T recebe o sistema operacional em outubro, promete Xiaomi

Android 10: Mi 9T recebe o sistema operacional em outubro, promete Xiaomi

Versão chinesa do aparelho, o Redmi K20 já recebeu a atualização


Byton apresenta carro elétrico com tela de 48 polegadas no painel

Byton apresenta carro elétrico com tela de 48 polegadas no painel

Veículo está sendo aguardado para 2020 por cerca de U$45.000


Redmi TV, de 70 polegadas, vende mais de 15000 unidades em 15 minutos

Redmi TV, de 70 polegadas, vende mais de 15000 unidades em 15 minutos

Vendas reforçam a característica de custo-benefício da marca Redmi


IBM diz que 120 milhões de trabalhadores vão precisar de novo treinamento por causa da IA

IBM diz que 120 milhões de trabalhadores vão precisar de novo treinamento por causa da IA

Estudo da empresa reflete preocupação constante com avanços da Inteligência Artificial


Gearbest promete entregas em cinco dias úteis com seu novo depósito no Brasil

Gearbest promete entregas em cinco dias úteis com seu novo depósito no Brasil

Site nacional reúne produtos com frete grátis, mas ainda oferece poucas opções