Órgão dos EUA prevê que mercado de drones irá triplicar de tamanho até 2023
Créditos: DJI

Órgão dos EUA prevê que mercado de drones irá triplicar de tamanho até 2023

Demanda por aeronaves comerciais cresce enquanto mercado profissional se estabiliza

A Federal Aviation Administration (FAA), órgão governamental responsável por regulamentar a aviação civil dos EUA, divulgou um novo relatório onde prevê um crescimento vertiginoso para o mercado de drones nos próximos três anos. De acordo com o documento, a expectativa é de que a quantidade de aeronaves da categoria vendidas alcance o triplo da quantidade atual até 2023.

03/05/2019 às 18:57
Notícia

Bell Nexus é um drone táxi híbrido com capacidade de decolage...

Responsável pelo protótipo, Bell Helicopter pretende lançar versão final dentro de 2 anos

Segundo a FAA, mais de 900.000 proprietários de drones já haviam sido registrados nos EUA até o dia 31 de dezembro de 2018. Esse registro, que é feito através da internet é obrigatório desde 2015 no país. O órgão governamental estima que existem cerca de 1,25 milhão de aeronaves no tipo em operação no país. A expectativa é de que o preço de drones se estabilize dentro dos próximos cinco anos, conforme o mercado desacelere.

O relatório em si trata de diversos campos da aviação, desde os voos domésticos e internacionais das linhas aéreas, o tráfego aéreo de cargas, o tráfego especial e drones. De acordo com a FAA, sistemas de aeronaves não tripuladas estão passando por uma fase de grande crescimento nos Estados Unidos e no resto do mundo durante os últimos cinco anos. Isso inclusive acabou gerando problemas como a grande quantidade de pilotos amadores e drones profissionais dividindo o espaço aéreo com aviões tripulados.

A quantidade de registros de drones comerciais atingiu a marca de 15.000 por mês no quarto trimestre de 2018, quase três vezes a taxa registrada no mesmo período do ano anterior. Até 2023, a expectativa é de que existam 823.000 drones para consumidores – sem contar os empresariais – habilitados para voar no espaço aéreo dos Estados Unidos.

Até o final de 2019 ou (no máximo) o começo de 2020, a Federal Aviation Administration espera que a quantidade de drones comerciais registrados já ultrapasse as estimativas que empresa tinha feito para 2022 no relatório anterior.

Conforme aponta o site The Verge, o crescimento na quantidade de drones vendidos também deverá trazer novos usos para a tecnologia. Isso inclui o uso para entregas domiciliares, algo com o que empresas como Amazon, Google, Walmart e 7-Eleven já estão experimentando.

Continua após a publicidade

Via: The Verge
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou parao PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.