Mais dados confirmam queda de vendas da Apple e Samsung e crescimento da Huawei
Créditos: Huawei

Mais dados confirmam queda de vendas da Apple e Samsung e crescimento da Huawei

Empresa da maçã enviou 23% menos iPhones em comparação com o mesmo período de 2018

[Atualização 03/05/2019]

Além da Canalys, dados preliminares do Worldwide Quarterly Mobile Phone Tracker da International Data Corporation (IDC) mostram volumes de embarques do mercado de smartphones global abaixo de 6,6% em relação a 2018. Esse seria o sexto trimestre consecutivo de declínio.

O mercado dos Estados Unidos foi o que mais sentiu a queda no primeiro trimestre de 2019 (1T19). O volume de smartphones caiu 15% ano a ano, com as taxas de reposição desacelerando em um dos maiores mercados do mundo.

Com relação aos dados das empresas, a IDC tem números um pouco diferentes, mas não muda o resultado geral: a Samsung ainda como líder do mercado, seguida pela Huawei, que passou a Apple e assumiu a segunda colocação em market share.

Segundo a IDC, a Vivo voltou ao top 5 do mercado de smartphones, empatando tecnicamente com a OPPO para a posição número 5. Além da Huawei, a Vivo foi o único outro fornecedor no topo do mercado que conseguiu aumentar os embarques no 1T19, com um aumento de 24,0% em relação ao primeiro trimestre do ano passado. 

Continua após a publicidade

[Original]

As vendas de smartphones de algumas das principais fabricantes do mercado, como Apple e Samsung, estão em queda, enquanto aperta a concorrência da gigante chinesa Huawei. De acordo com a firma especializada em análise de mercado Canalys, a fabricante norte-americana apresentou uma queda de 23% nos envios no primeiro trimestre de 2019, em comparação com o mesmo período do ano passado.

29/04/2019 às 09:25
Notícia

Samsung Galxy Note 10 Pro virá com bateria de 4500mAh, indica...

Segundo rumores, o celular virá com bateria de 4500mAh, mais do que o Galaxy Note 9

A Samsung também passa por um problema parecido, porém de maneira mais branda. A fabricante sul-coreana continua a líder absoluta do mercado, mas vendeu 10% menos smartphones do que no trimestre equivalente de 2018. No total, foram cerca de 71,5 milhões de dispositivos da Samsung enviados aos lojistas contra 40,2 milhões da Apple.

Site oficial: Huawei P30 Pro

"Essa é a maior queda num único trimestre na história do iPhone. O segundo maior mercado da Apple, a China, mais uma vez se provou duro. Mas esse está longe de ser o único problema da empresa. Os envios [aos lojistas] nos caíram nos Estados Unidos conforme as iniciativas de trocar smartphones velhos [na compra de novos] falharam na tentativa de compensar ciclos de atualização mais longos dos consumidores".
- Ben Stanton, analista da Canalys

No meio dessa briga de cachorros grandes está a Huawei, que apresentou um crescimento de 50,2% nos primeiros três meses de 2019, em comparação com o primeiro trimestre do ano passado. No total, foram 59,1 milhões de smartphones enviados aos lojistas neste ano, contra 39,3 milhões em 2018. Isso significa que a fabricante chinesa passou de 11,7% de fatia de mercado para 18,8%, ultrapassando a Apple no processo.

Continua após a publicidade

Isso significa que o mercado agora se configura com a Samsung na liderança, com 22,8% do mercado e a Apple em terceiro com 12,8% dos smartphones vendidos. A Xiaomi aparece em quarto lugar, com uma fatia de 8,9% (27,8 milhões), seguida de perto pela Oppo com 8,7% (27,3 milhões).

"Em mercados como a Europa, a Apple está usando descontos com frequência para aumentar a demanda, mas isso está causando complexidade adicional para os distribuidores, e borrando o a proposta de valor desses dispositivos premium aos olhos dos consumidores".
- Ben Stanton, analista da Canalys

A Xiaomi teve queda de 1,3% nos envios aos lojistas, enquanto a Oppo apresentou 6,4% de crescimento. As vendas das outras marcas somaram um total de 88 milhões de unidades, o que representa 28% do mercado. No total, a categoria de smartphones apresentou uma queda global de 6,8% nas vendas.

Via: 9to5 Mac
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou parao PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.