Apple responde controvérsias sobre remoção de aplicativos de controle parental
Créditos: Logok/Escolha Segura

Apple responde controvérsias sobre remoção de aplicativos de controle parental

"Isso não é uma questão de competição. É uma questão de segurança ", diz a empresa

A Apple divulgou um comunicado oficial em resposta à recente controvérsia em torno da sua decisão de remover aplicativos que dependiam de sistemas de gerenciamento de dispositivos móveis (MDM) para fornecer recursos semelhantes aos apresentados pela empresa no iOS 12 como o Screen Time.

28/04/2019 às 15:04
Notícia

Apple estaria "sabotando" e removendo apps de controle parent...

Medida está sendo tomada logo depois de empresa revelar ferramenta própria pra isso

No comunicado, a Apple diz que começou a investigar abusos do MDM para uso não empresarial no início de 2017 e atualizou as diretrizes de Revisão de Aplicativos em meados do mesmo ano. A declaração refuta diretamente as alegações feitas pelo The New York Times nesta semana: "Ao contrário do que o The New York Times relatou no fim de semana, isso não é uma questão de competição. É uma questão de segurança ".

Aplicativos que fornecem controle parental e que não dependem do MDM poderão continuar na App Store. No entanto, o escopo de um aplicativo que opera nos limites da caixa de proteção do aplicativo para iOS é pequeno e muitos recursos, como o rastreamento de uso automático e preciso, simplesmente não são possíveis. A Apple não aborda essa barreira em sua declaração, mas é possível que a empresa introduza uma API sancionada para acessar esses dados no futuro.

Semelhante com a queixa antitruste do Spotify, a Apple está enfrentando uma ação anticoncorrencial na Rússia por ter escolhido muitos aplicativos de screen time vendidos, deixando os desenvolvedores afetados nada satisfeitos com o fato de seus negócios serem essencialmente definidos da noite para o dia. 

A Apple diz que notificou os desenvolvedores que estavam violando as diretrizes da App Store quando eles foram identificados, e deu 30 dias para mudar o funcionamento de seus aplicativos. Aplicativos que continuaram a não cumprir foram removidos da App Store.

Via: 9to5Mac
User img

Saori Almeida

Saori Almeida é natural do Rio Grande do Sul, técnica em administração formada pelo Centro Tecnológico de Caxias do Sul (CETEC) e estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Gosta da cultura asiática e nerd no geral e tem interesse crescente por tecnologia e games desde pequena - gosto que se intensifica diariamente na redação.

Testamos o ROG Phone 3!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.